23 de fevereiro, 2024 12h02m Agronegócio por Redação Integrada Rádio Cidade de Ibirubá e Jornal O Alto Jacuí

Tradição e desafios na produção de uvas em Fortaleza dos Valos

A motivação para investir nas uvas vai além do aspecto econômico.

Na pacata cidade de Fortaleza dos Valos, a tradição das uvas floresce não apenas como um meio econômico, mas como um elo valioso entre passado e presente. Conversamos com Rosilaine uma das produtoras locais, que nos revelou os desafios e triunfos por trás dessa cultura que atravessa gerações.

A beleza e a tradição da produção de uvas em Fortaleza dos Valos ganham vida através das palavras de Rosilanie A, membro ativo da Associação de Produtores de Uva de Fortaleza dos Valos (APROUVA). Nesta rica narrativa, Rosilanie compartilhou conosco não apenas os triunfos, mas também os desafios enfrentados ao longo de três décadas nesta cultura que se tornou uma nova fonte de renda para pequenas propriedades.
Quando a APROUVA teve início, há cerca de 30 anos, contava com a participação de 12 produtores. Atualmente, três famílias continuam cultivando uvas com paixão e dedicação na localidade do Sutil: Duilho Antonello, Celson Durigon e Valderi Antonello. Rosilanie destaca que a tradição de cultivar uvas vem de seus pais, uma prática transmitida de geração em geração.
"Começamos com incentivo e auxílio da prefeitura e Emater, que foram fundamentais para o sucesso dos nossos parreirais", relata Rosilanie, destacando a importância do suporte institucional no desenvolvimento da produção local.
O dia a dia desses produtores é marcado por um trabalho árduo e braçal, envolvendo atividades como poda, tratos culturais com fungicidas e adubação. "Enfrentamos desafios, principalmente relacionados ao uso inadequado de herbicidas em lavouras vizinhas, prejudicando nossos parreirais", compartilha Rosilanie, evidenciando os obstáculos enfrentados pelos produtores na região.
Os fatores climáticos, o uso inadequado de herbicidas, o cuidado constante com as parreiras, a adubação e a mão de obra são aspectos que demandam atenção constante, tornando a produção de uvas uma tarefa desafiadora, mas recompensadora.
A comercialização dos produtos acontece diretamente nas propriedades, durante a festa da uva e o festival do vinho. Atualmente, as três famílias produzem em torno de 5.000kg de uvas, enquanto a APROUVA já atingiu a expressiva marca de 50.000kg, demonstrando o crescimento e a consolidação da associação ao longo dos anos.
Além da venda das uvas in natura, as famílias diversificaram sua produção, oferecendo geleias, sucos, vinagres e vinhos. "A satisfação em oferecer produtos de qualidade é evidente, sabendo que a comunidade valoriza a aparência e a excelência dos nossos produtos", diz com orgulho Rosilanie.
Contudo, os desafios atuais, especialmente relacionados ao uso inadequado de herbicidas na região, estão tornando a continuidade do investimento na cultura da uva cada vez mais desafiadora. "Está sendo inviável continuar investindo nesta cultura do jeito que está", lamenta Rosilanie, destacando a preocupação com o futuro da produção.
Para enfrentar esses desafios, a APROUVA conta com a liderança de Duilho Antonello, presidente há cinco anos. "A associação é essencial para defender os interesses dos associados, auxiliando na compra de insumos, mudas e na comercialização", destaca Duilho, ressaltando o papel crucial da associação na manutenção e fortalecimento da cultura da uva em Fortaleza dos Valos.
Ao ser questionada sobre o número atual de produtores em Fortaleza dos Valos, Rosilanie admite a incerteza, mas revela que a associação possui de 5 a 8 produtores que ainda cultivam uva. Assim, a Associação de Produtores de Uva de Fortaleza dos Valos continua a desempenhar um papel vital na preservação dessa tradição e na busca por soluções para os desafios enfrentados pelos produtores, garantindo um futuro sustentável para os parreirais.

Publicidade

Notícias relacionadas

Soma de gastos em diárias na Câmara de Vereadores de Ibirubá atinge R$ 721 mil

Com orçamento cada vez maior, fruto da arrecadação tributária do município, Câmara aumenta gastos e acende alerta

10 de maio, 2024

Publicidade

Banca Virtual Edição Digital

Principais categorias