01 de abril, 2024 10h04m policial por Redação Integrada Rádio Cidade de Ibirubá e Jornal O Alto Jacuí

Delegada Regional de Polícia Diná Rosa Aroldi destaca a importância da colaboração entre polícia e comunidade

A Delegada também aproveitou a ocasião para abordar outra questão preocupante: a segurança na região do Alagado Passo Real

Em uma conversa com a Redação Integrada da Rádio Cidade e Jornal O Alto Jacuí, a Delegada Diná Rosa Aroldi enfatizou a essencial parceria entre a polícia e a imprensa, reafirmando seu compromisso com a transparência e a divulgação de informações precisas para a população. A delegada expressou sua gratidão pelo apoio recebido das lideranças e pela oportunidade de discutir questões de segurança pública, um tema que desperta grande interesse e debate na sociedade.

Durante sua fala, a Delegada Regional Diná Aroldi trouxe à tona um caso recente que chocou a cidade de Pejuçara. Um incidente inicialmente investigado como suicídio revelou-se, após uma minuciosa investigação liderada pelo falecido delegado Josuel Muniz e o inspetor Caetano, como um brutal homicídio seguido de estupro. A rápida percepção dos investigadores e a colaboração da comunidade foram cruciais para desvendar a verdade por trás do crime.
"A investigação desse caso exemplifica a importância do trabalho minucioso da polícia e da colaboração ativa da comunidade", afirmou a Delegada Diná. "Os relatos dos vizinhos sobre comportamentos suspeitos foram fundamentais para esclarecer o crime. Isso ressalta a importância de relatar mesmo as observações mais aparentemente insignificantes, pois podem fornecer pistas valiosas para resolver casos complexos como este."
Além disso, a Delegada enfatizou os desafios enfrentados pela Polícia Civil, especialmente em regiões com recursos limitados e alto volume de procedimentos em andamento. A falta de pessoal e estrutura adequada pode impactar diretamente na eficácia das investigações. No entanto, mesmo diante desses obstáculos, os policiais permanecem dedicados a garantir a segurança e a justiça para todos.
A Delegada também aproveitou a ocasião para abordar outra questão preocupante: a segurança na região do Passo Real, especialmente diante do aumento dos casos de furto e arrombamento em residências e imóveis de alto valor agregado. Ela ressaltou a importância da conscientização dos proprietários sobre a necessidade de investir em sistemas de segurança, como alarmes e câmeras de vigilância, para proteger seus bens.
"É essencial que haja um esforço conjunto da comunidade, autoridades locais e forças de segurança para garantir a proteção dos cidadãos e de seus patrimônios", afirmou a Delegada Aroldi. "A segurança não é apenas uma questão regional, mas estadual, e requer uma abordagem abrangente e colaborativa para ser efetivamente enfrentada."
A Delegada destacou que a segurança é um requisito fundamental para o desenvolvimento econômico e social de qualquer região, e conclamou a todos os cidadãos a se unirem na construção de uma sociedade mais segura e justa para todos.
Diná abordou uma série de questões cruciais relacionadas à segurança pública, incluindo o recente debate sobre o indulto da "saidinha" e sua posição sobre o sistema prisional.
A Delegada foi enfática ao reiterar sua opinião de que os presos devem cumprir suas penas integralmente, sem a concessão de privilégios como a "saidinha". Ela enfatizou que a lei concede esse direito, mas ressaltou a importância de analisar cuidadosamente os impactos dessa medida, especialmente considerando a alta taxa de reincidência entre os presos.
"Preso tem que estar preso, preso tem que cumprir pena", afirmou a Delegada. Ela destacou a preocupação com a falta de ressocialização efetiva dos detentos dentro do atual modelo prisional, enfatizando a necessidade de um sistema mais eficiente de reintegração social.
"A maioria dos presos são reincidentes e, dentro do nosso modelo de prisão, eles não são ressocializados", explicou a Delegada. "Portanto, conceder privilégios como a 'saidinha' pode resultar em consequências graves, já que a maioria dos casos termina em problemas adicionais ou na resolução de pendências pendentes."
Em relação à questão dos presídios regionais, a Delegada expressou sua opinião sobre a necessidade de cada comarca possuir sua própria estrutura prisional, gerenciada localmente. Ela enfatizou que isso permitiria um tratamento mais individualizado dos detentos, levando em consideração as especificidades de cada região.
"No entanto, reconheço as limitações financeiras do Estado para construir novas unidades prisionais", admitiu a Delegada. "Nesse sentido, é essencial focar em melhorar as condições dos presídios existentes, aumentando o número de celas e investindo em melhorias na infraestrutura, como a instalação de bloqueadores de celular."
Além disso, a Delegada Aroldi também abordou a importância do combate à violência contra as mulheres, destacando o papel fundamental da Delegacia da Mulher nesse contexto. Ela enfatizou a necessidade de uma abordagem mais ampla e preventiva, envolvendo não apenas a punição dos agressores, mas também a conscientização e a educação desde a infância.
"A violência doméstica não só impacta a vida das vítimas, mas também tem consequências significativas na economia e na sociedade como um todo", explicou a Delegada. "Precisamos de uma abordagem multifacetada que envolva não apenas a punição, mas também a prevenção e o apoio às vítimas e suas famílias."Em um momento em que a questão da segurança pública e dos direitos das mulheres está cada vez mais em destaque, a Delegada Diná Rosa Aroldi reitera seu compromisso com o enfrentamento desses desafios e seu apoio às medidas que visam garantir a segurança e o bem-estar de todos os cidadãos.
 

Publicidade

Notícias relacionadas

Emocionante encenação da Paixão de Cristo traz reflexão à comunidade de Quinze de Novembro

Com a presença marcante da comunidade e o apoio das autoridades locais, a encenação da Paixão de Cristo se tornou não apenas um evento cultural, mas também um momento de reflexão e renovação

01 de abril, 2024

Publicidade

Banca Virtual Edição Digital

Principais categorias