Conecte-se Conosco

Notícias Gerais

Voluntários em Quinze de Novembro trabalham em prol da medicina alternativa

Postado

em

O Hortomedicinal de Quinze de Novembro, foi criado com o objetivo de incentivar a Medicina Alternativa e segue sendo cultivado por voluntários e também por entidades como Emater e Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Quinze de Novembro. Todas as plantas do horto estão identificadas e o local está disponível à comunidade, sendo utilizado para obter informações sobre as plantas, e também para grupos de alunos para estudos. Os voluntários pedem que, caso alguém queira retirar alguns exemplares de mudas para replantio, que seja feito com cuidado.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Gerais

‘Máscara Roxa’ possibilita que mulheres denunciem violência em farmácias

Postado

em

Nesta quinta-feira (2) aconteceu o lançamento da Campanha Máscara Roxa, no Rio Grande do Sul. O planejamento é coordenado pelo Comitê Gaúcho ElesporElas, da ONU Mulheres. A agenda engloba mais de 33 cidades da Associação dos Municípios da Região Centro do Estado (AMCENTRO). O lançamento foi realizado virtualmente, em uma plataforma específica de videochamadas para reuniões. Dentre os participantes que estavam presentes, está o deputado estadual Edegar Pretto, coordenador do referido Comitê. Além dele, personalidades representantes de órgãos de segurança, governo do Estado, Poder Judiciário e movimentos de mulheres que auxiliaram na construção do projeto, também participarão.

Objetivo da Campanha

A Campanha foi lançada no dia 10 de junho, no RS. Esta tem como objetivo permitir que mulheres vítimas de violência doméstica, possam denunciar qualquer eventualidades em farmácias. Uma semana após a divulgação, a quantidade de farmácias com adesão foi redobrada. Inicialmente, foram contabilizadas 600 drogarias, sendo que agora, são 1.314 unidades de quatro redes envolvidas. Para saber quais farmácias estão vinculadas à Campanha, basta observar a adesão de um selo “Farmácia Amiga das Mulheres”. Os funcionários receberam a devida capacitação para seguir o procedimento, a fim de manter a segurança da vítima. É aconselhado que ao contatar o estabelecimento, a pessoa solicite a máscara roxa, assim, a equipe de profissionais saberá que se trata de um pedido de socorro. O profissional dirá que o produto está em falta e logo pegará dados da vítima, para notificação. Por fim, o(a) atendente irá encaminhar todas informações coletadas à Polícia Civil, via WhatsApp, para que o órgão se responsabilize pelas necessidades prestadas.

Frente a realidade apresentada diariamente, onde mulheres sofrem com abusos e violência doméstica, principalmente no período de quarentena, em que os percentuais do crime aumentaram, a Campanha motivou-se a visar além da criação deste projeto, a divulgação do mesmo. Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado, ao todo, 16 mulheres foram assassinadas por razões de gênero, de abril até maio. Somente em abril, foi apontado um aumento de 66,7% destes assassinatos, em comparação a abril do ano passado. O coordenador do Comitê e da campanha, Edegar Pretto, ressaltou que qualquer farmácia da região pode aderir o projeto como recurso. De acordo com a fonte, o propósito é viabilizar as que não são pertencentes de grandes redes, situadas em municípios menores. Interessados devem contatar o Comitê: 51 991993641 | comite.gaucho.elesporelas@gmail.com

Continue Lendo

Notícias Gerais

“Sopão do CRAS”, encerra Campanha do Agasalho em Fortaleza

Postado

em

Na noite do dia 24 de junho, aconteceu o encerramento da Campanha do Agasalho 2020 em Fortaleza dos Valos , com o “Sopão do CRAS”, foram comercializadas mais de 130 fichas, O dinheiro será revertido em materiais para a manutenção das atividades do Centro de Referência de Assistência Social.

Continue Lendo

Notícias Gerais

“Quando as coisas são para dar certo e quando temos amigos, parece que o mundo conspira” diz Juliano Gerhardt, dentista que completou 10 anos de carreira

Postado

em

O que seria de nossa vida sem nossas decisões? Se tivéssemos escolhido outro caminho, outra profissão, onde estaríamos agora? Com certeza você já se questionou sobre isso, mas o que nos esquecemos muitas vezes, é a importância da tomada de decisões. Em entrevista a Rádio Cidade e ao Jornal O Alto Jacuí, o dentista Juliano Gerhardt, que aos 35 anos de idade completa 10 anos de carreira como dentista, falou sobre a importância das decisões para que os caminhos fluam, como a família é a base para as escolhas e como é importante sempre perceber a hora de mudar. 

Natural de Lajeado, Juliano veio morar em Ibirubá aos seis meses de vida. Isso porque, o pai veio atuar como professor na escola Edmundo Roewer. Lugar onde Juliano estudou na infância e viveu uma das melhores partes da vida. Como ele conta, a infância foi como a de muitos garotos, futebol, amigos, escola. Porém, quando o assunto era estudar, para Juliano tinha um peso a mais. FIlho de professor, ele viu na necessidade de ser um exemplo o combustível para se dedicar aos estudos “Quando criança não tínhamos muitas opções do que fazer a nao ser ir para a escola, tive um bom exemplo em casa, como filho de professor, tinha essa cobrança de ser o melhor, gostava muito de honrar, foi de forma natural, tranquila, estudar nunca foi um problema”, relembra Juliano, que além de estudar na escola Edmundo, estudou no Premer. E foi nessa fase da vida, a fase de concretização de amizades, de novas experiências que a vontade de ser jogador de futebol se manifestou, Juliano chegou a realizar testes na cidade de Criciúma, quando tinha 16 anos, para jogar em time profissional e também atuou nas escolinhas da Asif, no Aspirante e Floresta. Paralelo a isso, a vontade e a necessidade de trabalhar para garantir uma renda a mais, também foi surgindo. Juliano trabalhou como entregador de jornal do Jornal O Alto Jacuí, como garçom no cachorrão da Márcia e no Cachorrão do Tarcísio e também na Vence Tudo. A fome por crescer e se tornar alguém estava no sangue e depois do primeiro emprego, o jovem que já se sentia natural de Ibirubá, só buscou por novos caminhos. 

Após finalizar o ensino médio, Juliano fez o Curso de Tecnologia em Alimentos, na Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERSGS) que na época, tinha instalado um polo em Ibirubá. No entanto, por não ter uma estrutura tão adequada, a faculdade não vingou na cidade e mesmo antes de fechar, Juliano já havia percebido que não era aquele caminho que queria seguir “Quando terminei o ensino médio, a opção que tinha era continuar estudando, porque  o estudo acaba sendo a opção para quem quer subir na vida. O curso na UERGS não foi para frente, ai eu tinha que escolher, fazer uma mudança. Decidi ir para a Unicruz, unicruz, fazer um curso  de química. Também não estava satisfeito, ali eu percebi que perdi muito tempo, vi que as escolhas estavam sendo feitas mas que eu precisaria mudar”, contou Juliano. 

Foi em 2005, o ano divisor de águas na vida do então estudante, que conciliava o trabalho na Vence Tudo com a faculdade na cidade vizinha. Juliano dedicou aquele ano para estudar para o Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem, que na época era ainda desconhecido entre as pessoas. Com uma nota surpreendente, quase chegando a chance de cursar Medicina, Juliano viu na Odontologia um caminho para quem sabe mudar de vida, “A gente acaba idealizando algumas profissões de sucesso, achamos que naquele momento a odonto poderia nos dar uma vida mais confortável, dar uma vida diferente do que tínhamos, quem sabe poderia ter sido outra coisa, mas foi odonto, foi uma escolha muito bacana”, contou Juliano, que cursou Odontologia na Ulbra em Cachoeira do Sul pelo Prouni. Segundo ele, na época, onde não havia muita tecnologia, foi preciso utilizar da internet dos vizinhos para acompanhar a evolução da nota e que a ficha de que realmente tinha passado, só caiu quando a matrícula na universidade foi feita. 

A história na Odontologia 

Após conseguir alcançar o objetivo de passar em uma universidade, outros novos desafios vieram, Juliano morou em Cachoeira do Sul e viveu anos bons ao longo da formação. Mas, como tudo são escolhas, quando a formatura chegou, mais uma vez ele precisou se reinventar. A faculdade de Odontologia tem o tempo de cinco anos e a peculiaridade de quem os estudantes, precisam ao longo do curso irem comprando seus instrumentos de trabalho e ao final, montar um consultório. 

Ao retornar a Ibirubá, foi aproveitando as boas oportunidades e bons amigos que Juliano iniciou a sua carreira. O primeiro emprego, agora como dentista, com uma formação e com muito desejo de trabalhar, foi no Sindicato dos Metalurgicos de Ibirubá “Foi no sindicato, onde eu tive a oportunidade de atuar, me deram todas as condições para exercer uma odontologia de alto nível. Tudo se ajustou e ali eu fiquei um ano trabalhando, até hoje tenho pacientes desde aquela época”, lembrou Juliano. O próximo passo na carreira, foi atender no consultório do Dr. Henrique. O então dentista, estava prestes a se aposentar quando viu em Juliano, um profissional para dar continuidade ao trabalho, assim, ele atendeu por alguns anos no Sindicato dos Metalúrgicos e no consultório “O mundo conspirou de novo, estou ali há quase nove anos. Talvez nunca tenhamos feito conquistas suficientes para dizer que somos um vencedor, mas quando olho para traz, vejo uma caminhada legal, honesta. Hoje a minha situação é a que eu desejei muito ter”, reforçou o dentista que completa 10 anos de carreira. 

Novos Caminhos

Formado há 10 anos, o profissional acredita que chegou em um momento de mudar novamente os caminhos, e que a política, quem sabe seja uma opção para fazer algo a mais pela sociedade. Filiado ao PDT, Juliano destaca que escolher uma filiação tem que acreditar em algo, para que valha a pena. Com elogios a Administração Municipal, o dentista não descarta a possibilidade de ingressar na carreira política “É mais um ciclo que temos, mas uma decisão a ser tomada. Hoje não podemos afirmar nada, mas tem alguns meses pela frente ainda”, reforçou o dentista que é especializado em Endodontia e Ortodontia, e atende em seu consultório, ao lado da também Dentista Débora. Ao final da entrevista, depois de falar com orgulho do caminho traçado, Juliano reforçou também, a importância e como cada vez mais os cuidados com saúde vem se intensificando. Em um apanhado prévio, ele já contabiliza mais de dois mil atendimento em 10 anos de carreira. 

Continue Lendo

Notícias Gerais

A cadeia de problemas que a Diabetes pode causar

Postado

em

Doença atinge mais de 13 milhões de brasileiros e é fator de risco para diversas complicações 

Quando uma pessoa é diagnosticada com Diabetes, a vida dela ganha um novo normal. Um normal cheio de cuidados, atenção com a saúde, atividades físicas, alimentação balanceada. E se caso os hábitos sejam contrários ao recomendado, os riscos de complicações crescem e o que era um problema gera muitos outros. No Brasil, segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes, há mais de 13 milhões de pessoas vivendo com a doença. Em meio a Pandemia do Coronavírus, quem sofre com essa doença é considerada do grupo de risco, até então 43,1% dos óbitos por covid-19 estão associados a pacientes com diabetes. A demora no diagnóstico desencadeia o avanço da doença, que é considerada crônica e caracterizada pelo corpo não produzir insulina ou não conseguir gerenciar a insulina no organismo. A insulina é o hormônio que controla a quantidade de glicose no sangue, quando esse hormônio não está trabalhando bem, os níveis de glicose ficam desregulados, causando assim uma ‘hiperglicemia’ ou a hipoglicemia

Tipos de Diabetes 

Com o passar dos anos, muitas pesquisas científicas em torno da doença foram desenvolvidas, proporcionando assim um estilo de vida quase normal aos portadores e também diversas descobertas. Como a classificação das Diabetes em Tipo 1 e Tipo 2. A Diabetes tipo 1, é quando o pâncreas produz pouca ou nenhuma insulina, acontecendo mais na infância e na adolescência, esse tipo de diabetes aceita a injeção de insulina para regularizar o organismo, o que já não ocorre com a Diabetes Tipo 2. Nesse tipo, as células são resistentes à insulina e costuma acometer pessoas com mais de 40 anos. A Diabetes Gestacional, ocorre durante a gravidez e está associada ao aumento de peso da mulher e também a mudança na alimentação. 

Os sintomas da Diabetes, atualmente pode ser até confundido com a Covid-19, no entanto, devem ser observados atenciosamente. O grande problema da diabetes, é que ela não prejudica somente a baixa produção de insulina, mas sim todo o organismo, desde a visão até a cicatrização. Um dos principais efeitos sentidos pelos diabéticos são alterações visuais, em sua grande maioria, com o passar do tempo precisam usar óculos. Assim como, a dificuldade na cicatrização de feridas, principalmente em membros inferiores. A amputação de dedos, pé e perna, é segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes, 60% associada à doença. Isso porque, a diabetes compromete os nervos responsáveis pela sensação de dor, ou seja, em muitos casos as feridas, que podem ser de pequenos cortes, evoluem para uma inflamação por conta da falta de sensibilidade e percepção.

No final do mês de junho, foi celebrado o Dia do Diabetes, para reforçar e alertar a importância dos cuidados com a saúde. A alimentação por comidas prontas, o estresse das exaustivas jornadas de trabalho, o comodismo que limita as atividades físicas, são cenários convidativos ao desenvolvimento de doenças como esta. Mas, seja qual for o tipo (Diabetes tipo 1, 2 ou gestacional), uma coisa é certa, quem for diagnosticado com a doença precisará colocar na rotina os exercícios físicos, a mudança na alimentação e também, a aplicação diária da insulina por meio de injeções,  medidor de glicose, medicamentos via oral. Onde for a pessoa precisa estar acompanhada desses aliados.

Continue Lendo

Notícias Gerais

Alimentos da merenda escolar são destinados às famílias de estudantes de baixa renda em Quinze de Novembro

Postado

em

 O Departamento Municipal de Educação e Desporto de Quinze de Novembro realizou a entrega alimentos adquiridos pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) para o Departamento Municipal de Assistência Social e Habitação/CRAS, a fim de comporem kits para serem destinados às famílias que possuem alunos matriculados na rede municipal de ensino, e que estão em acompanhamento devido à situação de vulnerabilidade ou baixa renda em razão da pandemia. Foram entregues pães, massas, cucas, verduras, feijão. 

A entrega foi acompanhada e fiscalizada pela presidente do Conselho Municipal de Alimentação Escolar, por uma representante das diretoras das escolas municipais, pela responsável pelo Departamento de Educação, pela secretária administrativa do setor da alimentação escolar, pela nutricionista RT da alimentação escolar municipal e pelas coordenadoras do CRAS e do departamento de Assistência Social. A destinação dos alimentos segue as orientações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e Ministério da Educação, e também os laudos técnicos da Assistência Social.

Continue Lendo

Notícias Gerais

AMAJA encaminha pedido de revisão de bandeiras dos municípios da região

Postado

em

Na última reunião realizada pela Associação dos Municípios do Alto Jacuí (Amaja), foi encaminhado ao Governo do Estado, um pedido de revisão da mudança das bandeiras laranjas para vermelhas dos municípios da região. A solicitação destaca os prejuízos que a mudança causa aos municípios “…Requerem seja reavaliada a situação dos cálculos dos itens que seguem para revisão, eis que muitos dados não estão incluídos ou apresentam discrepâncias no sistema, gerando prejuízo inestimável a toda uma região e a centenas de milhares de habitantes”, declarou a associação. Os municípios atingidos pela mudança de bandeira são: Almirante Tamandaré do Sul, Carazinho, Coqueiros do Sul, Espumoso, Lagoa dos Três Cantos, Não Me Toque, Santo Antônio do Planalto, Tapera e Victor Graeff. O pedido é analisado pelo governo estadual.

Continue Lendo

Notícias Gerais

Argentina aplica agrotóxicos e reduz nuvem de gafanhotos

Postado

em

A nuvem de gafanhotos que assustou os brasileiros no final do mês de junho, parece que foi contida pelo governo argentino. Após alguns dias de monitoramento, o Serviço Nacional de Sanidade e Qualidade Agroalimentar da Argentina (Senasa), identificou a nuvem de gafanhotos e realizou a aplicação de agrotóxicos com uso de aviões agrícolas. Segundo o fiscal estadual agropecuário, Juliano Ritter, que acompanha a situação, a nuvem reduziu em 20% e a temperatura baixa também favorece para a disseminação das pragas. No entanto, a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento alerta que o monitoramento deve ser diário. 


Continue Lendo

Notícias Gerais

Atividades com portadores de deficiência são realizadas a distância em Quinze de Novembro

Postado

em

Com a suspensão dos encontros presenciais dos grupos assistidos pelo departamento de assistência social e habitação de Quinze de Novembro, a equipe buscou alternativas para seguir o acompanhamento aos grupos. No final do mês de junho, a coordenadora do departamento Márcia Schultz e a coordenadora da CRAS Julia Costa fizeram a entrega de materiais com atividades alusivas às festas juninas para os participantes do grupo de pessoas com deficiência “Amor e Carinho”. Também foram entregues materiais de prevenção à Covid-19 (álcool em gel, máscara e sabão de álcool), fornecendo explicações aos portadores de deficiência e familiares sobre a importância dos cuidados de prevenção e saúde na pandemia.

Continue Lendo

Notícias Gerais

Bares poderão ser fechados se descumprirem normativas do Decreto Municipal

Postado

em

Secretário da Fazenda, Celso Endres fala sobre descumprimento das normas 

Está cada vez mais comum estabelecimentos da região seretem autuados por descrumprirem as normativas impostas pelos Decretos Municipais, relacionadas a prevenção do Coronavírus. Em Ibirubá, a Administração Municipal alerta que se prosseguir o descumprimento das normativas que restringem o funcionamento de bares, o Setor de Fiscalização Municipal não atuará com multas, mas sim com o fechamento temporário dos estabelecimentos que insistirem em não atender ao regramento.

Desde o início da pandemia, o Governo do Estado do RS e, por consequência, o Município de Ibirubá estão vivendo sob as determinações impostas por decretos para o combate e o enfrentamento ao novo coronavírus.A Prefeitura de Ibirubá iniciou o trabalho de fiscalização ao cumprimento das normativas com uma visita educativa, principalmente aos bares. Após, foi realizada uma ação conjunta entre os órgãos de segurança (Brigada Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros) e mais os fiscais municipais, principalmente naqueles estabelecimentos dos quais o Setor de Fiscalização vinha recebendo mais denúncias, “Hoje nós mudamos um pouco este procedimento. O próximo passo, a próxima etapa seria a multa, se ainda tivéssemos o descumprimento das normativas. Mas, não vamos aplicar a multa. Estamos chamando os proprietários desses estabelecimentos denunciados para uma conversa junto ao Gabinete do Prefeito. A recomendação é para que se siga o regramento: o distanciamento social, evitar aglomeração, horário permitido, higienização do ambiente, uso de máscaras, enfim, todos os cuidados determinados pelo Decreto Estadual, o qual estamos seguindo em nosso Decreto Municipal. Como Município podemos até restringir mais as medidas, mas nunca abrandar. Então, estamos tendo esta conversa com os proprietários”, explicou o secretário da Fazenda, Celso Endres. 

“Os proprietários chamados têm aceito bem a conversa, alguns deles nos solicitando que se faça uma fiscalização mais seguida. Mas, o Município dispõe de poucos fiscais, por isto, acabamos nos focando naqueles em que recebemos a denúncia. É um trabalho difícil, mas é mais de conscientização das pessoas, não só dos proprietários dos estabelecimentos, mas também dos frequentadores. Se cada um de nós seguir aquilo que nos é recomendado, se evitaria muitas situações, até constrangedoras”, citou Celso.

A fiscalização segue a orientação de que se tiver nova denúncia do estabelecimento, o próximo passo será o fechamento temporário do estabelecimento com a cassação do alvará de funcionamento para que se tenha uma resposta mais positiva “Cansamos de fazer visita e receber novas denúncias sempre dos mesmos estabelecimentos”, desabafou o secretário. O secretário destaca que a busca é pelo diálogo, mas que ainda há um número de pessoas que não tem consciência da situação e da necessidade de distanciamento. 

A Administração Municipal reforça que a população deve ser a maior fiscalizadora pelo próprio bem da comunidade e que denúncias podem ser feitas através do telefone fixo da Prefeitura. 3324-8500 pelo celular do Secretário Celso  9.9106-9889 e também pelo 190, da Brigada Militar.

Continue Lendo

Notícias Gerais

BM de Santa Barbará autua proprietária de bar que descumpriu Decreto Municipal

Postado

em

Na noite de domingo (28), a Brigada Militar de Santa Bárbara do Sul,  precisou autuar a proprietária de um bar onde havia aglomerações de pessoas. O Termo Circunstanciado destaca que ela descumpriu o Decreto Municipal, que proíbe aglomerações devido a Pandemia do Coronavírus. Os frequentadores foram orientados e pedido que colocassem suas máscaras e se retirassem do local.

Continue Lendo

Veja Isso