Taiza Ferraz – Dieta Digital

E se te falassem que você chega a pegar 100 vezes o celular por dia só para conferir alguma coisa, você acreditaria? Pois é, apesar de reconhecermos que é impossível ficar sem a tecnologia, precisamos nos dar por conta de que, tantas enxurradas de mensagens e whatsapp, desnorteiam a nossa vida.

Como se diagnosticar viciado?

Será que você é apegado demais ao celular? Se você se encaixar em pelo menos 5 dos sinais abaixo, você é um dependente do celular. Confira alguns sinais.:

  • A ideia de ficar desconectado te deixa angustiado;
  • Uso excessivo do celular a ponto de se desconcentrar de outras atividades;
  • Apresenta sinais de irritabilidade, ansiedade, angústia por ficar desconectado;
  • Trabalho fora do horário;
  • Cansaço na vista e dor de cabeça;
  • Antes de dormir, fica no celular na cama;
  • Leva o celular ao banheiro?
  • Necessidade de tirar foto de qualquer ocasião;?
  • Perde a noção do tempo;

Seus filhos pedem para você largar o celular? Pois é, se a resposta for sim! Tá na hora de você ligar o alerta vermelho, quando você faz do telefone uma extensão da sua vida, tá na hora de começar a se observar!!

As pessoas com dependência excessiva em celulares, tem pouca capacidade de controlar seus ânimos. Apesar de compreender os danos que a utilização demasiada causa, não conseguem deixar de ficar on-line! Pois o celular torna- se a relação primordial na vida delas, parece haver uma simbiose entre usuários e telefone celular, o que é preocupante.

Sabemos que o celular agora mais do que nunca, se tornou um objeto essencial em muitas vidas, porém, passamos tanto tempo nele, que nos aprisionamos em um mundo de ilusão, uma fuga que tem causado grandes prejuízos emocionais.

E para finalizar, procure perceber, de atenção às pessoas que você ama, desligue seu celular nos momentos mais importantes da sua vida, não permita que ele lhe roube as suas horas e momentos em que não houver necessidade.

Autor: Rádio Cidade Ibirubá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *