Procura por tratamento precoce pode ser decisivo para evitar o câncer de próstata

Dia D da saúde do homem em Ibirubá alerta para cuidados e tratamentos  

Os homens possuem uma dificuldade histórica em procurar tratamentos médicos, seja para prevenção de doenças quanto para exames de rotina. O Novembro Azul é uma campanha destinada à conscientização da importância dos cuidados da saúde do homem e principalmente, para falar sobre o tratamento precoce do câncer de próstata. No próximo sábado (20), acontecerá em Ibirubá o dia D da saúde do homem, destinado a realização de testes, conversas e encaminhamento de exames. Para o Dr. Etiani Messerschmidt, que acompanha os atendimentos médicos no município, os homens procuram ajuda médica em casos de emergências, quando as doenças já estão em estágios mais graves. “A pandemia e a necessidade de reorganizar o sistema de saúde, seja ele público ou privado, também impactou nos atendimentos, atrasando diagnósticos e cirurgias eletivas que deixaram de ser feitas”, destacou. 

Quando se trata de câncer de próstata, o Dr. Etiane explica que possuem dois tipos de exame, o de toque ou de sangue e se necessário o encaminhamento para uma biópsia. É recomendado que homens acima de 50 anos procurem um médico, no entanto, aqueles que possuem histórico de doença na família ou possuem algum risco como diabetes, hipertensão, devem procurar já aos 45 anos. Entre os sinais de algum problema na próstata está a dificuldade em urinar, ou ir muitas vezes ao banheiro. Assim como o câncer de mama, o câncer de próstata não dá sinais iniciais, sendo diagnosticado muitas vezes em um estágio já avançado. “Infelizmente se tem uma cultura machista em relação aos exames e procura médica, mas é importante ter esse cuidado, principalmente pelo fato que não existe somente o câncer de próstata, temos o câncer de pele, o câncer de intestino”, explicou. 

Outras doenças que geram preocupação aos médicos são os números crescentes de casos de hipertensão e diabetes. Conforme afirmou o Dr. Etiani, houve um aumento de 19 ̈% do número de diabéticos no mundo. A pessoa com essa doença vive muito tempo bem e sem sintomas, mas depois os sinais começam aparecer em lesões nos rins e alteração na retina. A diabetes está ligada a fatores genéticos mas também ao sedentarismo, tabagismo e estilo de vida. “Para evitar a diabetes ou controlar a doença é necessário mudar o estilo de vida, controlar o peso e ter uma prática de atividades físicas constantes para melhorar o metabolismo”, destacou. 

Autor: Rádio Cidade Ibirubá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *