O trabalho da Assistência Social em Ibirubá

Projetos atendem famílias em vulnerabilidade social e garantem itens básicos 

O trabalho da Assistência Social em um município tem o objetivo de “assistir”, com o poder da palavra, aquelas pessoas que se encontram em vulnerabilidade social. Com a Pandemia da Covid-19 a procura por auxílio e itens básicos, como alimentos e produtos de higiene, aumentaram ainda mais. Em Ibirubá, a Assistência entrega 190 cestas básicas por mês para famílias que estão cadastradas no Cadastro Único. Para Juliana Ribas Costa, que faz parte da equipe, muitas pessoas procuram diariamente por ajuda, e todas são atendidas de alguma forma. “Confesso que nunca vi ninguém sair de lá sem ser atendido. Desenvolvemos projetos para que sejam atendidos integralmente, todos que chegam lá são atendidos da mesma forma. Temos as assistentes que realizam as entrevistas, que entendem a necessidade de cada um”, afirmou. 

Entre os projetos que estão sendo desenvolvidos está o Banco de Imóveis, inserido dentro da Secretaria de Habitação. O banco consiste na arrecadação e direcionamento de imóveis para pessoas que precisam. Segundo Juliana, há um cadastro de quem se interessa em doar e de quem precisa, a assistência busca os móveis no local e já leva para quem vai ser doado. Além disso, também é promovido o Banco de Agasalhos e o projeto Cheirinho de Bebê. O banco de agasalhos doa por mês 1.500 peças de roupas, está aberto junto a assistência e as pessoas podem realizar as entregas, que passam por uma triagem para higienização e posteriormente entregue às famílias. O projeto Cheirinho de Bebê visa a troca de roupas de bebês de zero a um ano de idade, que muitas vezes estão em bom estado. 

Para quem está cadastrado no CadÚnico, conta com a disponibilidade do vale gás, que é destinado para 15 famílias por mês. Juliana destaca também o trabalho da pasta da habitação, que auxilia 290 famílias com reformas, melhorias e destinação de materiais de construção para casa. 

Demandas por ajuda que cresce cada vez mais, mas que segue regras e determinações. Para solicitar alguma ajuda da assistência, é necessário preencher alguns requisitos. Inicialmente a equipe auxilia quem procura, com orientações e acompanhamentos. “A procura é grande, auxiliamos as famílias, tentamos fazer com que saiam confortáveis, agradecidas, com companheirismo. Tudo que entra ou sai da assistência é controlado, é anotado.”, afirmou Juliana. 

Durante a campanha de vacinação contra a Covid-19 em Ibirubá, foi possível a arrecadação pela Secretaria de Saúde de mais de 3.475 kg de alimentos que foram destinados a assistência. Esses itens foram divididos em 435 kits, entregues para famílias que necessitavam durante as fases piores da pandemia.

Autor: Rádio Cidade Ibirubá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *