Connect with us

Notícias Gerais

Como a Pandemia está afetando a nossa saúde mental?

Published

on

Psicóloga Luciane Pavão fala sobre os principais efeitos da pandemia no emocional 

A pandemia vem desencadeando diversos problemas psíquicos nas pessoas, o medo, a incerteza e a mudança nos planos mexeu muito mais com a estrutura emocional que física da população. Em entrevista ao Jornal O Alto Jacuí e a Rádio Cidade, a Psicóloga Luciane Pavão Koch, que é especialista em gestão estratética de pessoas, terapeura cognitiva comportamental e trabalha há duas décadas em uma cooperativa em Espumoso, explicou como a situação atual da pandemia vem refletindo na saúde mental, inclusive das crianças. Acompanhe. 

OAJ: Como a psicologia trabalha com essa pandemia e os reflexos dela?

Luciane Pavão: A pandemia da Covid 19, está mexendo com todos nós, a gente tá vivendo agora um repique novamente, alguns casos estão novamente voltando. A covid 19 é uma doença, dá pra se dizer, desconhecida e com uma contaminação acelerada. Isso cria nas pessoas um certo medo, as pessoas têm medo porque elas estão diante de uma incerteza, elas estão diante de algo que ela não tem controle e isso causa um estresse muito grande. E esse estresse faz com que as pessoas passem a ter sintomas depressivos, passam a ter sintomas ansiosos, a inclusive até despertar doenças que já tiveram no passado, transtornos mentais acabam se agravando e até tem transtornos mentais que vão, a partir dessa época, dessa pandemia, vão fazer com que as pessoas desenvolvam. E é muito preocupante, porque a gente tem as crianças, nós temos as nossas rotinas todas modificadas, nossos planos foram interrompidos, as escolas estão sem as aulas, as crianças com estudo remoto. A gente percebe que a escola é importante para o aprendizado, mas não é só isso, a gente sabe que na escola acontece a sociabilidade, acontecem os vínculos, acontece a troca. Tem toda uma rotina por trás da nossa vida que faz com que a gente tenha saúde mental. 

OAJ: A escola ajudaria as crianças a compreenderem melhor a pandemia?

Luciane Pavão: Exatamente. O afastamento da escola, ele quebra a rotina das crianças e deixa a cargo dos pais essa situação de tratar essas questões de tarefas escolares e também de tratar com a questão da própria covid. A gente sabe que as professoras estão fazendo o máximo para poder colaborar para que as crianças entendam o que tá acontecendo. Eu percebo, por dois filhos que eu tenho, as escolas também estão tentando fornecer o máximo que elas podem dentro de uma estrutura que também foi pega de surpresa. Não estávamos preparados para tudo isso que tá acontecendo, dificilmente teríamos todos os recursos tecnológicos. Então muitas vezes tá falhando na questão do aprendizado e muito na questão do vínculo, do relacionamento, das dúvidas. Nós, na clínica, a gente recebe pais com crianças muito preocupados, a criança com muito medo e o medo ele gera uma angústia dentro da gente e causa sofrimento, sofrimento psíquico. Realmente tá fazendo falta às escolas para as crianças, o convívio social. Esse distanciamento vai nos prejudicar, tanto no futuro, quanto já tá prejudicando agora.

OAJ: Como detectamos o início de uma depressão ou se a pessoa está com ansiedade?.

Luciane:: Se formos pensar nos manuais de psiquiatria, a gente tem a parte da depressão, que são os transtornos de humor. Nesses transtornos de humor a gente vai ter então a depressão, a bipolaridade. E no caso das ansiedades, nós temos os transtornos de ansiedade, aí a gente tem a ansiedade generalizada, as fobias, muitas pessoas estão desenvolvendo fobia a lugares fechados, estão desenvolvendo fobias também a lugares altos, fobias animais, fobias até mesmo de agulha,a ferimento. Então tá despertando na gente, essa pandemia tá mexendo muito com a nossa saúde mental. Então existe uma diferença aí entre a depressão ea ansiedade. A pessoa depressiva, ela passa a ver o mundo com um filtro escuro, com umas lentes escuras, é como se ela colocasse um óculos e ela passasse a ver o mundo apenas dessa cor, e ela sente muita desesperança, ela sente muito desamparo, muito fracasso em relação a vida e isso faz com que ela mude o comportamento de vida dela. O que têm acontecido? existem pessoas introvertidas e extrovertidas, cada um vai receber essa pandemia, vai receber essa pandemia de um jeito, então não tem um padrão de saber quem tá depressivo e quem não tá. Mas um grande alerta é as pessoas prestarem atenção pras mudanças de comportamento, se a pessoa era extrovertida, era festeira, era uma pessoa que se alimentava bem, praticava exercício físico, uma pessoa de bom humor, que via as coisas com uma lente sempre positiva e você percebe que ela tá mudando, que ela tá se comportando de forma muito diferente, a gente tem que ficar alerta porque pode estar tendo o início de uma depressão. Precisamos ver a questão do sono né, eu tenho visto na clínica que as pessoas tem muita insônia, não conseguem dormir a noite, as suas rotinas mudaram, existem muitas preocupações. Além da mudança na rotina, tem toda a questão financeira. Se a gente for pensar assim, essa pandemia ela mexeu na cabeça, no bolso, na rotina. 

OAJ ENTREVISTA: As pessoas  estão com motivos para estarem preocupadas.

Luciane: Exatamente. E uma ansiedade, a ameaça às vezes é um perigo não real, mas hoje o perigo é real, existe o perigo. Só que se a gente for olhar tudo com uma lente escura, como que vai ficar o nosso futuro? Então a gente precisa dar uma olhada diferente nisso tudo. Como ajudar essa pessoa que está em início de depressão? Precisamos buscar ajuda para mudar os nossos pensamentos. Ontem eu tava prestando atenção, parece que a vacina está sendo encaminhada, à anvisa tá tentando acelerar o processo de aprovação, então existem chances dessa vacina chegar, a gente já passou por graves crises. Se a gente for pensar, em 2002 teve a síndrome respiratória aguda grave que atingiu a Ásia e que tivemos grandes problemas lá. Essa pessoas se recuperaram, essas pessoas ressurgiram de tudo que aconteceu, eles tiveram uma crise econômica grande, tiveram crise de saúde e nós também podemos passar por essa crise e nos reerguer. Mas é importante que a gente consiga olhar com olhos positivos também, a gente viu que coisas boas aconteceram também na pandemia. As pessoas se ajudando, as pessoas se olhando mais. Apesar da máscara, olha que engraçado, se a gente for pensar, a gente tá usando máscara mas os nossos olhos é que tão falando. Então a gente teve que aprender a sorrir com os olhos, a gente teve que aprender a se comunicar dessa forma. As pessoas, mesmo distantes, elas estão achando formas de se comunicar online, por telefone, vídeo chamada. Tem uma fato bem curioso, eu atendo bastante idoso e é muito engraçado que nessa pandemia, o que aconteceu, eles não podem vir pra clínica e aí eu sugeri, mas sugere pensando que eles não fossem querer fazer, eu sugeri fazer videochamada e você acredita que os idosos estão fazendo? Eles ficam na casa deles e eles aprenderam a fazer as videochamadas e a gente faz então as sessões de terapia por videochamada. O que aconteceu com o distanciamento? As crianças saíram da escola, então as crianças estão sem os profs e estão com a educação remota. As clínicas, os filhos não deixavam os pais ir pras clínicas, só ia pra médico se precisasse muito. O mês de abril foi o mês que a gente atendeu pouca gente dentro da clínica. E aí a gente achou esse recurso e os idosos se adaptam, às pessoas adultas, as crianças e os adolescentes, eles se adaptaram facilmente, foi muito tranquilo e os idosos foi uma surpresa pra mim, eu achei muito interessante a forma como eles se adaptaram e estão conseguindo levar uma vida melhor através da ajuda da psicoterapia. 

OAJ ENTREVISTA: É possível uma pessoa ter ansiedade e depressão?

Luciane: O que tem acontecido? Nos manuais elas aparecem separadas, então a gente tem a descrição do que é a depressão e a descrição do que é a ansiedade. A depressão ela tem a ver com duas semanas intensas de humor deprimido, anerdonía (que é a falta de prazer), tem a ver com a falta de vontade de fazer as coisas,a forma de enxergar o mundo de forma negativa, desesperança. A ansiedade, ela já tá tratando mais da questão que a pessoa tem ansiedade em relação a situações. Ela tem a necessidade de controle. O ansioso gostaria de controlar o que vai acontecer lá na frente, então ele começa a ter ansiedade antecipatória, ele tem pensamentos e preocupações que fazem ele se precaver. Ele vê uma ameaça lá na frente e ele se protege, ele fica pensando em como ele vai resolver se lá na frente eu ficar doente, o que eu vou fazer. E não que ele queira pensar isso. O nosso cérebro ele tem pensamentos automáticos, por mais que eu queira evitar, é impossível evitá-los. Então o jeito é deixar esse pensamento vim e tratar, lidar com ele também. O que tem acontecido? Não existem casos puros, é muito difícil pegar uma pessoa só com depressão, é muito difícil pegar só um ansioso, na teoria tá separado, na prática se entrelaça. Na prática a gente pega pessoas ansiosas com uma percepção do depressivo e pega depressivos com muita sintomatologia do ansioso. Os transtornos somáticos é uma coisa bem importante pra se tratar. Tudo o que a boca não consegue falar, não consegue expor, expressar, muitas pessoas sentem no corpo. Então é engraçado que a ansiedade tem uma característica muito forte de tensão muscular. Quando você tá muito ansioso, você tem dores em algumas partes do corpo. Então a ansiedade vem com toda uma questão fisiológica também. Então sim, pode ter comorbidade que a gente chama, ter um pouquinho de um quadro, um pouquinho de outro quadro. Agora me passou pela cabeça a questão do pânico, como tem casos de transtorno de pânico agora nesse período, por causa do estresse, por causa de tudo que a gente tá vivendo.

OAJ ENTREVISTA: A partir de quantos anos você sugere que os pais levem as crianças para um contato com o psicólogo?

Luciane: Eu atendo crianças a partir de 5 anos. É um trabalho diferenciado, o trabalho com criança, porque a gente trabalha os pais também. A criança ela é o resultado de uma situação e um contexto familiar. A gente trabalha o pai, trabalha a mãe, as primeiras sessões são com o pai e a mãe. A gente tenta entender qual é o contexto, o que ta acontecendo com essa criança e a partir disso a gente trabalha, depois, a avaliação da criança. E aí eu trabalho com a ludoterapia, é a terapia através do brinquedo e também com a terapia cognitivo comportamental, que tem a ver com a questão dos comportamentos, pensamentos e sentimentos. É muito importante a criança aprender que pode sentir raiva, mas tem que lidar com essa raiva, não pode sair quebrando as coisas, ela pode sentir medo que ela não vai estar sendo covarde, ela vai lidar com esse medo, as vezes o medo é protetivo, quando a criança vai atravessar uma rua o medo é importante pra ela, porém se a mãe tá no banheiro e ela ta na sala, ela tem que entender que o medo aí já é excessivo. A gente trabalha na terapia os sentimentos da criança pra ela aprender a reconhecer o que ela ta sentindo e porque ela tá sentindo. Não tá conseguindo dormir sozinho, é uma das primeiras questões que vem pra clínicA, não durmo sozinho, a mãe quer me trocar de quarto, a criança tem muita fantasia, então ela cria a fantasia e acredita que é real e por isso ela sofre de verdade.Então eu digo para os pais, ela tá com medo de ficar no quarto sozinha, faz uma adaptação, fica um pouquinho, reza com a criança, aí entra a rotina. Eu tenho cobrado muito dos pais a questão da rotina, a criança precisa rotina, horário para levantar, horário pra almoçar, local pra almoçar. Se almoça na mesa, as relações familiares acontecem na hora do almoço, ajudar, dependendo da idade, a criança já pode ajudar nas tarefas de casa, ela vai se sentir bem, ela vai ter uma autoestima melhor, ela vai se sentir parte daquela família, parte daquela casa, então tudo isso é bem importante. Por isso que o nosso trabalho ele vai paralelo, vai à criança e os pais e a gente vai conversando a gente alcança resultados bem positivos.

OAJ ENTREVISTA: O que pode explicar a incidência de suícidio na região?

Luciane: O que acontece? O suicídio é um fenomeno multifatorial, é um assunto complexo de se lidar, dá pra se dizer que é um tabu, mexe com vida e morte, mexe até com questões religiosas, de certa forma estão envolvidas com isso. A grande causa dele, ve provavelmente de uma dificuldade da pessoa em lidar com todas essas pressões, com todo esse estresse, com tudo o que ela tá passando e não tá conseguindo administrar. Ele é um pedido de socorro. Existe uma estatistica que 70% das pessoas, antes de cometerem suicídio, elas dão alguma pista, de alguma forma, ou na fala, ou no comportamento, ou na mudança do comportamento, essas pessoas dão uma pista de que algo não tá legal com elas e elas pedem ajuda, não de uma forma direta, mas de uma forma indireta. Então é importante que a gente fique atento, não só em setembro, que é o mês que a gente faz a campanha sobre o suicídio, mas durante o ano inteiro. É importante que a gente previna o suicídio, antes mesmo de ele acontecer. Como prevenir antes mesmo de ele acontecer? Tendo uma rotina adequada, fazendo exercício físico, tendo uma higiene mental, às vezes a gente acha que é só o corpo que precisa de cuidado, mas não a gente precisa cuidar dos pensamentos, dos sentimentos. Quando uma perna quebra, ninguém manda a pessoa correr, agora quando a pessoa tá triste, quando a pessoa não consegue dar a volta sozinha, a gente chega pra pessoa e diz “seja forte”, a pessoa não consegue ser forte sozinha. Então a gente precisa acolher, apoiar, dar um ombro, ouvir, e é muito importante não julgar, a gente tem tendência a querer ajudar e acaba julgando a pessoa. Às vezes o importante é escutar, escutar o que a pessoa tem pra te dizer, oferece um ombro amigo, presta atenção nela, pra ela poder sentir que tu tá preocupado com ela.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Gerais

Furto em veículo é registrado em Ibirubá

Published

on

Na quinta-feira (14), a Brigada Militar de Ibirubá registrou um furto em veículo no município. Conforme o Boletim de Ocorrência, um veículo estaria sendo perseguido por outro, quando ambos foram parados pela BM. Um dos motoristas alegou que haviam sido furtadas duas rodas com pneus. Após a revista no outro carro, nada foi encontrado, porém em uma determinada casa as rodas foram identificadas. 

Continue lendo

Notícias Gerais

Obituário

Published

on


09/01 – Romilda Kaiserkamp Schwantes, aos 61 anos, ocorrido em Quinze de Novembro. Deixa esposo Irio Schwantes, filhos Luiz Alberto e Carlo, noras Elisa e Ana Paula, neto Santiago e demais familiares. O sepultamento ocorreu no cemitério da cidade de Quinze de Novembro.


07/01 – Vazolmiro Américo Oliveira, aos 84 anos, ocorrido em sua residência. Deixa Esposa Zélia, filhos Janete, Pedro, Iveti, Paulo, Beatriz e Ângela, genros, noras, netos. O sepultamento aconteceu no Cemitério Católico de Ibirubá.

08/01 – Anita Soprano Medeiros, aos 83 anos, ocorrido no Hospital Annes Dias em Ibirubá. Deixa esposo Noe (in memorian), filhos Marli, Ari Maristela, Margarete e Magali, demais familiares. O sepultamento aconteceu no Cemitério Católico do Portão.

10/01 Edson Spengler, aos 85 anos, ocorrido no Hospital da Comunidade Annes Dias. Deixa filho Jorge (Perfume), irmãos e demais familiares. O sepultamento aconteceu no Cemitério Evangélico de Ibirubá.

 11/01 – Iracema Dresch, aos 87 anos, em Carazinho. O sepultamento aconteceu no interior em Bela Vista,  de Selbach. 

Continue lendo

Notícias Gerais

Brigada Militar de Espumoso prende acusado de estuprar criança de 2 anos

Published

on

Indivíduo que praticou o estupro impretou com o pedido do habeas corpus, e foi liberado da casa prisional

A Brigada Militar de Espumoso prendeu na noite deste sábado, 09, um indivíduo de 20 anos, acusado de ter estuprado uma criança de 2 anos e 8 meses. De acordo com o registro do flagrante, o acusado estava fazendo companhia para a criança e aproveitou a ausência dos pais para cometer o abuso contra a menina.

O crime foi constatado pela mãe da criança, no momento que a mesma foi dar banho na vítima, que reclamou de dores na região genital e contou como o fato aconteceu.

A criança foi encaminhada para o hospital e a violação foi confirmada pelo médico plantonista. Diante disso, os responsáveis foram encaminhados para a DPPA de Soledade para registro de ocorrência. Enquanto isso a BM realizou buscas pela cidade e localizou o acusado no bairro São Valentim, o mesmo foi preso em flagrante, apresentado na referida delegacia e posteriormente ao flagrante encaminhado para o Presídio Estadual de Espumoso.

Na manhã de segunda-feira (11), o indivíduo que praticou o estupro impretou com o pedido do habeas corpus, e foi liberado da casa prisional.

Continue lendo

Notícias Gerais

Morre padre Ivo Barth de Colorado/RS

Published

on

Ivo Barth estava internado desde 25 de dezembro devido a Covid-19

A comunidade católica de Colorado/RS, na região do Alto Jacuí, ficou em luto após a notícia do falecimento do padre Ivo Barth, na tarde de domingo (10). O religioso de 77 anos estava internado no Hospital São Vicente de Paulo, em Passo Fundo, onde lutava contra complicações de saúde relacionadas a Covid-19. O pároco positivou no dia 25 de dezembro de 2020, e desde então apresentava quadro clínico instável, segundo informações da diretoria da Paróquia São João Batista, onde Barth era titular. Devido a protocolos, velório e sepultamento serão restritos e com duração reduzida. O enterro deve acontecer em Selbach/RS, terra natal do padre. Ivo Barth completou 51 anos de vida sacerdotal.

Comunicado:

A Paróquia São Tiago de Selbach/RS e seu Pároco – Pe. Aloísio – comunicam com pesar o falecimento do PADRE IVO BARTH, com 77 anos, ocorrido hoje, às 17hs, no Hospital São Vicente, em Passo Fundo. Amanhã, às 10hs, o carro fúnebre passará junto à Igreja Matriz de Colorado e às 10hs e 45min acontecem as cerimônias de despedida e sepultamento no Cemitério Paroquial de Selbach. Logo após, às 11hs e 15min, será celebrada missa na Igreja Matriz de Selbach. Todos os atos fúnebres são restritos à família. Descanse em paz!

Continue lendo

Notícias Gerais

Município de Selbach implanta Coleta Seletiva

Published

on

O município de Selbach, através da Secretaria de Obras, juntamente com as Agentes de Saúde Rural estão implantando o sistema de Coleta Seletiva Rural, que consiste na identificação dos sacos de lixo. Foi solicitado aos moradores das comunidades que o identifiquem através de duas fitas – LARANJA e VERDE, em um primeiro momento as fitas foram distribuídas pelas agentes, mas será de responsabilidade individual. A fita laranja será destinada ao lixo orgânico e a fita verde para  lixo reciclável. O serviço de coleta é realizado duas vezes por mês, sempre nas quintas-feiras. Dúvidas, sugestões ou reclamações podem ser feitas pelo (54) 3387.1144.

Continue lendo

Notícias Gerais

Coluna Alexandro – ENEM 2021 o que você precisa saber!

Published

on

Com o Enem – Exame Nacional do Ensino Médio – você pode entrar na universidade, no Brasil, e também em algumas universidades em Portugal. A sua importância é tão grande, que hoje muitas universidades usam a nota do Enem como único critério de seleção dos candidatos. Há outras, por sua vez, que usam a nota do exame para complementar a do vestibular.

Sisu, Prouni e Fies:

O Sisu, o Prouni e o Fies são programas que usam a nota do Enem para a seleção de candidatos. Para tanto, você precisa se inscrever no programa pretendido usando o número de inscrição e a senha que usa no Enem, mais precisamente no site do Inep. Fique atento nas datas em que essas inscrições podem ser feitas!

·       Sisu – Sistema de Seleção Unificada: oferece vagas em universidades públicas sem que os estudantes tenham que prestar vestibular.

·       Prouni – Programa Universidade para Todos: concede bolsas de estudo em universidades privadas.

·       Fies – Fundo de Financiamento Estudantil: financia a graduação no ensino superior em cursos que não são gratuitos.

·        

Provas do Enem

As provas do Enem são divididas em dois dias:

No primeiro dia, o participante tem 5h30 para responder 45 questões de múltipla escolha por cada uma das seguintes áreas de conhecimento do ensino médio, ou seja, 90 questões ao todo:

Linguagens, Códigos e suas TecnologiasLíngua Portuguesa, Literatura, Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol), Artes, Educação Física e Tecnologias da Informação e Comunicação.
Ciências Humanas e suas TecnologiasHistória, Geografia, Filosofia e Sociologia.
RedaçãoTexto dissertativo-argumentativo com mínimo de 7 linhas até o limite de 30 linhas. São zeradas as redações que tenham 7 ou menos linhas.

 COMO SE ORGANIZAR E ESTUDAR

01 – Organize um cronograma de estudos:

Sabendo o que deve cair na prova, programe os dias e horários de seus estudos. Também é fundamental escolher um ambiente calmo e tranquilo.

02 – Priorize as matérias:

Sabemos que existem disciplinas mais difíceis para cada um, então o ideal é que o tempo dedicado a elas seja maior. Liste os conteúdos mais complexos e dívida as áreas por dia, assim fica mais fácil se concentrar e estudar.

03 – Faça as provas de exames anteriores:

Testar o conhecimento tem grande valor durante os estudos. Por isso, realizando provas anteriores é possível prever as dificuldades e o tempo que será gasto em cada questão e, assim, direcionar seus estudos com mais

Assertividade. Lembre-se que o Simulado realizado no site:  https://vestibular.brasilescola.uol.com.br/enem/simulado pode ajudar muito a estudar sobre possíveis questões que irão cair na prova.

04 – Treine a redação:

A redação tem grande peso para composição da nota, portanto é bom estar preparado! Veja quais são os critérios cobrados na prova para reforçar nos estudos, e fique antenado ao longo do ano a possíveis temas.

05 – Busque ajuda alternativa:

Para ajudar nos estudos pesquise sites e canais no youtube que tenham vídeo aulas para te ajudar a estudar de maneira diferente, mas lembre-se, é de vital importância o contato com as principais bibliografias.

Continue lendo

Notícias Gerais

Você conhece o caminho da energia elétrica que chega até a sua casa?

Published

on

Há 50 anos, a Coprel leva energia através de seus serviços aos cooperantes. Mas o que poucos sabem é: de onde vem essa energia que é consumida todos os dias? A energia elétrica provém de diferentes fontes, entre elas, das hidrelétricas. O processo resultante desta estação geradora inicia com a queda d’água que movimenta um gerador, que transforma essa força de energia mecânica, em energia elétrica.

Para chegar até as residências, a energia elétrica é transportada pelas linhas de transmissão de alta tensão. E, no momento que ela chega às cidades, passa pela subestação rebaixadora. E dessa forma, a energia elétrica passa pela rede de distribuição (postes e cabos que vemos diariamente nas ruas e estradas), que antes de chegar nas residências passa pelos transformadores de distribuição para rebaixarem a voltagem para 220 volts. Detalhe: os transformadores da Coprel podem ser identificados pela cor laranja. Por fim, a energia elétrica chega na caixa do medidor (relógio de luz), e ao ligar os aparelhos eletrônicos na tomada que o caminho se completa. No Brasil, 66% da energia produzida é de hidrelétricas!

Continue lendo

Notícias Gerais

Coprel celebra 53 anos de história

Published

on

A Coprel inicia o ano de 2021 celebrando mais um aniversário. No dia 14 de janeiro, a cooperativa comemora 53 anos de história. Pela primeira vez, não foi possível a realização de celebrações, eventos ou reuniões presenciais alusivas ao aniversário, devido à situação atual de saúde pública. No entanto, a Coprel encontrou nos bons resultados e trabalho, uma forma de celebrar a data. A cooperativa manteve seu plano de investimentos para ampliação e melhorias no sistema de distribuição de energia, investindo mais de 40 milhões de reais em sua área de atuação. Realizou adequações em processos e negócios de forma conjunta com a Coprel Geração, resultando em reorganizações de atividades e alocação de colaboradores. A Coprel Geração, inclusive, teve excelentes índices de desenvolvimento, ampliando a oferta de serviços oferecidos e o número de clientes nos serviços de Operação e Manutenção.

Uma grande conquista da Coprel foi a redução nas tarifas de energia, graças à participação em um leilão de energia, algo até então inédito para o cooperativismo. As tarifas tiveram redução média de 8% em 2020, e em 2021 devem baixar novamente. Ao todo, a redução nestes dois anos, será próxima aos 20%. Quando a Coprel foi fundada, seu objetivo era de levar energia às famílias rurais. Hoje, toda a população residente nos municípios atendidos pela cooperativa possuem energia elétrica. O grande desafio atual é levar comunicação de qualidade para o interior, o que tem sido feito através dos serviços da Coprel Telecom, que também está crescendo em número de clientes, área de atuação e tecnologia embarcada em seus serviços a cada ano, para conectar mais famílias.

O presidente Jânio Vital Stefanello avalia que o ano será muito desafiador, mas com boas oportunidades de crescimento. “De forma conjunta com o início de mais um ano de trabalho, celebramos 53 anos de história, e temos o entendimento de que a nossa responsabilidade enquanto fornecedores de um serviço essencial para a comunidade é cada vez maior. A Coprel ganha experiência, e compartilha aprendizado e desenvolvimento. Sentimos a necessidade de estarmos sempre conectados às demandas dos nossos cooperantes, que também estão em constante evolução. Com nossa equipe de colaboradores, cooperantes, conselheiros e empresas parceiras, queremos estar sempre prontos para abraçar todas as oportunidades de sermos uma cooperativa maior e melhor para nossos cooperantes. A cada um que faz a Coprel acontecer, fica a nossa homenagem pela passagem dos 53 anos da cooperativa”.

Continue lendo

Notícias Gerais

Conheça os secretários municipais de Fortaleza dos Valos

Published

on

Em Fortaleza dos Valos, os secretários de cada pasta foram definidos no início do mês de janeiro. Conforme divulgação da Administração Municipal, os responsáveis pelas secretarias municipais, com alteração somente na Secretaria de Educação Cultura e Desporto, que já tem a frente a professora Ana Marlise F. Rauber. Três dos secretários já comandavam as pastas desde abril do ano de 2020.

São eles: 

Ana Marlise Rouber – Secretaria Municipal da Educação, Cultura e Desporto 

Giancarlo Fernandes Rubin, Secretario Municipal de Agropecuária, Meio Ambiente e Turismo 

Luis Carlos de Bortoli – Secretario Municipal de Obras e Trânsito 

Ismael Terhost – Secretario Municipal de Fazenda 

Giovane Corrêa Nogueira – Secretario Municipal de Administração e Planejamento 

Elaine Pegoraro Doll – Secretaria Municipal Assistência Social e Habitação 

Janice Bock Oliveira – Secretaria Municipal da Saúde 

Continue lendo

Notícias Gerais

Ordem de início da construção do Ginásio Municipal de Esportes em Fortaleza dos Valos é assinada

Published

on

Na manhã desta quinta-feira (14), foi assinada pela Prefeita de Fortaleza dos Valos, Marcia Rossatto Fredi e o Arquiteto e Urbanista da prefeitura Diógines Rubert Librelotto, a ordem de início da construção do Ginásio Municipal. A empresa vencedora do processo licitatório para a construção já foi notificada para que inicie o trabalho de construção da obra que terá 1.712,03m² ao todo. A primeira etapa deve iniciar nos próximos dias.

Continue lendo

Veja Isso