Taiza Ferraz – Tenha Orgulho das Suas Cicatrizes

KINTSUGI” – É UMA TÉCNICA CENTENÁRIA QUE CONSISTE EM REPARAR AS PEÇAS DE CERÂMICA QUEBRADAS.TRANSFORMOU SE  NUMA FILOSOFIA DE VIDA!.

Quando um pote quebra no japão, ele é consertado usando ouro para juntar as partes quebradas, criando uma linda peça, isso é para enfatizar a beleza do que um dia foi quebrado.

Eles acreditam que quando algo sofre danos e tem uma história, fica ainda mais bonito, isso acontece com os seres humanos.Tudo o’que você passou e tudo que você está passando, Não faz a sua vida mais feia, por mais que pareça assim quando você está passando por isso, e depende de nós escolher pintar com ouro e fazer ficar bonito.

Você Não se quebra de um jeito que Não haja conserto, você pode se levantar e aprender com o’que aconteceu e se tornar uma pessoa ainda melhor com isso.Por causa das suas dificuldades que você passou, você pode vestir as suas cicatrizes com orgulho, como uma medalha de honra que diz” olha pelo que eu passei , isso me fez ver quem eu sou e agora eu posso enfrentar tudo que a vida trazer pra mim”.

Ninguém teve uma vida perfeita e ninguém nunca vai ter, só depende de nós pintar as peças quebradas com ouro e torná-las bonitas. Não tenha vergonha do que aconteceu com você, tudo que aconteceu, aconteceu por alguma razão, quanto mais agente negar, quanto mais agente reclamar e não aceitar o’que aconteceu, então o’que passamos não vai se tornar útil. O momento em que a gente aceita e encontra a utilidade no aprendizado e nas dificuldades que passamos, é como se a gente estivesse usando ouro para pintar as nossas partes quebradas, tornando algo que deveria ser feio em algo bonito e inspirador.

Quando oque você passou é inspiração para outras pessoas, então tudo valeu a pena. Não se prenda em como as coisas costumavam ser antes. 

Um dia eu ouvi uma frase que dizia “Cada próximo passo da sua vida vai exigir um novo você“. Algumas vezes precisamos ser quebrados para nos tornarmos uma versão melhor de nós mesmos.

Diante dos erros e adversidades é preciso saber se recuperar e superar as cicatrizes.

Taiza Ferraz – Técnica em Segurança do Trabalho

Autor: Rádio Cidade Ibirubá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *