Conecte-se Conosco
some text

Notícias Gerais

Pacote de projetos pretende mudar a cara de Ibirubá nos próximos meses

Postado

em

Em entrevista o prefeito municipal Abel Grave cita os grandes projetos em Ibirubá para 2019 e 2020

Revitalização e transformação da Rua Júlio Rosa em Avenida

A reestruturação da Rua Júlio Rosa, que será transformada em uma das avenidas cartões postais do município, com localização estratégica e um projeto amplo e moderno com pavimentação asfáltica, alargamento, construção de galeria, passeio público e toda a acessibilidade necessária. O projeto já foi amplamente divulgado e o montante total dos investimentos para a execução das obras da Rua Júlio Rosa e do novo Distrito Industrial, via Programa Avançar Cidades, através do BRDE, é de R$ 7.985.445,00, sendo os valores de financiamento R$ 7.586.172,44 e contrapartida de 5% do valor do investimento, R$ 399.272,26.

Novo ”Palácio da Tiradentes”, Energia Solar e iluminação de leds

Para diminuir os gastos com locações e otimizar o fluxo de trabalho entre secretarias, será construído um novo Centro Administrativo no mesmo local do atual. O projeto deve girar na faixa dos 2 milhões e foi cadastrado no Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa). Serão substituídas as luminárias de diversas ruas por leds, mais econômicos e duráveis. O pontapé inicial do projeto de geração própria de energia se dará com investimento de 100 mil reais, com aplicações futuras.

Área Industrial

A infraestrutura de pavimentação asfáltica da nova área do Distrito Industrial de Ibirubá situada na Rua Jeremias Marques de Oliveira, sentido Linha Seis, com entrada na altura do Km 53 da ERS 223. Já um longo tempo se arrastando, a expectativa é liberar os lotes para comercialização e finalizar a estrutura para que as empresas possam se alojar na área. O município já tem a matrícula de cada um dos terrenos, e ainda não sabe qual modelo será adotado para repassar aos empresários. Um exemplo interessante é o de Marau, onde as emresas receberam a escritura e puderam encaminhar financiamento. Nesta semana começou os trabalhos de perfuração do poço pela Corsan.

Criação de uma área multi eventos e melhorias no acesso ao IFRS

Já é real a possibilidade da transformação da área onde hoje está localizada a Hípica num moderno complexo para exposições e outros eventos. O centro ficaria numa localização estratégica, além da área pertencer ao município o que traria uma economia considerável. Também foi levado em conta que entidades já estão instaladas naquele espaço, como por exemplo o pavilhão do CIA (Clube Ibirubense de Automobilismo) que atualmente passa por reformas. Questionado quanto à ocupação da área Abel foi taxativo: “Vamos encontrar uma saída em comum acordo. Hoje aquele espaço tem poucos eventos no ano. Não é intenção da administração desalojar ninguém, tudo será feito amigavelmente e dentro da lei”. Cabe lembrar que esses investimentos também beneficiarão o acesso à AGCO e o Instituto Federal, pois há a iniciativa de melhorar o acesso na VRS 824, que liga Ibirubá e Quinze de Novembro. O fluxo de veículos aumenta a cada dia, várias promessas já foram feitas para a implantação de uma rotatória na entrada no Loteamento Buonna Vitta e Rua Pedro Rebelato, segundo o prefeito Abel já existe tratativas para a construção dessa rotatória. Foi feito um projeto inicial com a empresa M Gonçalves, num valor de R$ 28 mil reais, mas não foi aprovado pelo Daer. O próximo passo é trabalhar num segundo projeto para efetivar a rotatória.

Praça Maria Goreti e Praça Central

Segundo Grave o projeto para a chamada “Praça das Fontes”, ao lado do Postão, na Rua Mauá, com previsão de início da obra em 20 dias, terá investidos cerca de R$ 50 mil com recursos próprios da administração. A intenção é criar um novo ponto turístico para a cidade. ”Pode servir como uma “ecossala” para quem precisa esperar atendimento no Postão”, lembrou.
O projeto conta com uma passarela suspensa de madeira, que desemboca diretamente em um deck com pergolado. A proposta inclui ornamentação e iluminação, pensada para facilitar a vida das pessoas, que poderão passear pelo local de dia e à noite.
Já a praça General Osório também será revitalizada, o projeto ainda não foi divulgado, mas a expectativa é que a área da pracinha seja reformulada com incremento de grama sintética para as crianças. O projeto foi inscrito no Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), da Caixa Econômica Federal. Serão aplicados em torno de R$ 1 milhão na transformação.

Construção e manutenção de cinco pavilhões

Finalização do pavilhão do Pulador, Pavilhão da Linha 6, Bairro Esperança, Bangú e Floresta.
Neste dia 20 de junho, será a inauguração do pavilhão comunitário da Linha Pulador Sul, com recursos próprios, a Administração Municipal reformou o antigo e realizou incremento de área.
São 890,12 m2 de área que recebeu reforma: pilares de concreto com demolição dos existentes, fachada nova de alvenaria, instalação elétrica nova, área da churrasqueira e uma cobertura com estrutura em arco metálico e cobertura aluzin e ainda demolição do banheiro feminino, que liberou espaço na área interna do salão. A Administração Municipal ainda prospecta fazer a troca do piso atual para um novo em concreto alisado com demarcação.
O valor total desta obra é de R$ 245.604,22, pagos com recursos próprios do Município de Ibirubá, que contratou a empresa ibirubense PP Engenharia e Construções para executar a reforma.

Construção de uma nova creche

O Monumento ao Imigrante na Rua General Osório foi todo revitalizado, recebeu iluminação e no segundo canteiro abaixo, trecho compreendido pelas Ruas Rio Branco e Gramado, foi colocado o letreiro “Eu Amo Ibirubá”, em chapa de metal. O terreno abaixo do mercado de propriedade do município vai ser o local de uma nova escola de educação infantil, ainda em fase inicial de projeto.

Defasagem habitacional e acesso à moradia

O Programa Habitacional da Prefeitura Municipal oportunizou a 70 novas famílias terem acesso à casa própria. O Hermany 2 foi o pontapé inicial para que outras famílias possam ter acesso à moradia. Na primeira fase do programa, lançada em 2014/2015, com a compra de uma área de três hectares no Bairro Hermany, o projeto contemplou 70 famílias com renda até R$ 4.000,00 reais (Faixa 2 Minha Casa, Minha Vida) comercializando os terrenos a R$ 15.000,00 reais. As famílias beneficiadas puderam sacar até R$ 105 mil, oriundos do fundo de financiamento. A Caixa financiou 80% do valor para a aquisição do terreno e construção. O restantes foi investido pelo interessado
O valor de comercialização dos terrenos irá subsidiar a aquisição de uma nova área, através de um fundo habitacional. Em entrevista o prefeito Abel já anunciou a continuação desse programa com o Hermany 3, visando a faixa 1 do Minha Casa, Minha Vida com renda até R$ 1.800,00.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Gerais

Stillus Óptica e Relojoaria comemora seus 21 anos

Postado

em

A Stillus Óptica e Relojoaria completou no mês de junho 21 anos em Ibirubá. A empresa tradicional da cidade trabalha com joias, óculos e relógios. Ao comemorar esse sucesso a Stillus sorteou no dia 5 de junho mais de 5 mil reais em prêmios. A promoção iniciou em maio, os clientes que foram à loja no Dia das Mães e no mês das Noivas receberam uma cartela a cada R$ 50 em compras. Confira o resultado:

1º – Vale Presente Stillus de R$ 1.200,00 Gilberto Camera

2º – Vale Presente Stillus de R$ 1.000,00 Maria Maier

3º Kit Cuia com bocal de ouro e prata e bomba de chimarrão de ouro e prata Djéssica Camera

4º Anel de ouro 10 quilates Ilse Barrow

5º Relógio Seculus, uma bolsa Swarovski e um estojo porta-joias Leandro Henkes

6º Óculos de Sol Empório Glasses Roberta Malheiros

7º Óculos de Sol Spellbound Marco André Panosso

8º Óculos de Sol Orla Bardot Altivo Aldebrand

9º Anel Folhado a Ouro Eduardo Lemos

10º Conjunto em ródio negro, bolsa Swarovski e um estojo porta-joias Aline Bichoff

11º Colar, bolsa Swarovski e um estojo porta-joias Leandro Henkes

12º Par de brincos e um estojo porta-joias Luis Henrique Caponi

13º Par de bolsa Swarovski e um estojo porta-joias Leandro Henkes

14º Bolsa Swarovski e um estojo porta-joias Maria Ferreira Alvarez

Continue Lendo

Notícias Gerais

Após roubar litro de vodka jovem vai para o presídio

Postado

em

Por volta de 17h40min de sexta-feira, 12 de julho, a Brigada Militar foi chamada para comparecer em um mercado na Rua do Comércio, centro de Ibirubá. Um indivíduo havia sido flagrado pelo sistema de videomonitoramento furtando um litro de vodka do local. Em revista, o produto não foi encontrado. Porém, contra o cidadão existia um mandato de prisão civil. Em contato com a Delegacia de Polícia foi orientado a BM registrar um Boletim de Ocorrência. O autor foi apresentado ao Presídio de Espumoso.

Foto: Divulgação BM

Continue Lendo

Notícias Gerais

A origem do “Alemão Batata”

Postado

em

Essa semana na página do OAJ, trazemos uma explicação super bacana de um “apelido” dado às pessoas de origem alemã, o “ alemão batata”, para muitos um apelido muito pejorativo, e para outros algo de não se dar tanta importância assim, e para ajudar no esclarecimento, encontramos no livro Alemão Batata de Eduardo Kauer , que traz no seu primeiro capítulo relatos que explicam o porquê deste apelido e sua história. Confira!Ao longo dos séculos as sociedades sempre utilizaram apelidos para identificar as etnias e os grupos sociais. Este modo de denominar as pessoas na grande maioria das vezes assumiu um caráter pejorativo. Mas isso depende também do como aqueles que sofreram a discriminação encararam as tais brincadeiras. Em particular , eu sempre tive a curiosidade pelo termo, “alemão batata”. Logo passei a perguntar e ler sobre o assunto, na tentativa de investigar a provável origem do termo.


É preciso saber que desde a idade média, a agricultura europeia ocidental se baseia no sistema de três lavouras. Os camponeses dividiam as áreas em três lotes: cultura de inverno, cultura de verão e repouso. Desse modo o solo não esgotava e a rotatividade permitia uma produção constante. Um lote permanecia sem plantar ou utilizavam-no como pastagem para o gado.
A melhor alternativa no início do século 19 foi introduzir o cultivo da batata( diferente dos que muitos pensam, esse alimento tem origem americana e não inglesa). Porém, onde plantar?
Emergencialmente se utilizou o campo de repouso, o que levou rapidamente o esgotamento do solo nas pequenas propriedades, recém divididas. Não deixavam mais a terra repousar e não utilizavam técnicas de adubação.


Já num longo prazo a solução foi confinar o gado todo o ano nas propriedades maiores. Mas, em 1812, chuvas torrenciais levaram plantações inteiras. Granizo , geadas fora de época em 1814 agravam a fome. As guerras napoleônicas produziram órfãs e viúvas em maior quantidade do que outros conflitos .


Na passagem entre 1816 e 1817 a fome era tanta que as sementes tiveram de ser recolhidas novamente. O dote concedido a uma filha se resumia-se a uma árvore frutífera.
Olhando o século 21, parece que a imigração foi um mau negócio. Se não tivessem imigrado, talvez estivessem em melhor situação seus descendentes. No entanto, observa-se que certas situações não podem se repetir.


A simples introdução de uma espécie vegetal vegetal diferente desequilibrou a produção de alimentos nas áreas de origem dos imigrantes. Não era um transgênico e sim uma espécie americana levada para o velho mundo e já implantada com sucesso em outras paragens próximas a europa. Uma planta , encontrada nas roças do do Rio Grande do Sul, que marcou um apelido por várias gerações: Alemão Batata, e apesar da chacota, seus descendentes continuam a plantar este tubérculo até hoje.

Continue Lendo

Notícias Gerais

Como participar de licitações públicas?

Postado

em

Conversamos com Solange Erthal de Freitas, da Ata Licitações, Administradora e proprietária da Ata Licitações

A ATA Licitações Gestão e Consultoria é uma empresa especializada em Licitações Públicas, sua Sede está localizada junto a Rua Dumoncel Filho, nº 1273 – Centro de Ibirubá/RS. Possuímos uma equipe especializada de assessores administrativos e Jurídicos com mais de 5 anos de experiência na área de Licitações. Proporcionamos ao empresário de forma pratica e transparente todo o serviço relacionado com a licitação, deixando apenas que o mesmo entregue o serviço ou produto dela ofertado, o restante é todo conosco.

OAJ – Qual o trabalho desenvolvido pela Ata Licitações?

Prestamos serviços para Empresas Jurídicas, que querem vender ou prestar serviços para o governo, fizemos desde a parte mais simples que é organizar a documentação fiscal, trabalhista, proposta de preços até a participação do certame presencial, ainda temos outros segmentos, tem aqueles que nos contratam para enviar diariamente e-mails com as licitações mais promissoras para participar, outros que assessoramos/validamos documentação, ainda fizemos Recursos administrativos para empresas inabilitadas ou desclassificadas de certame, Impugnações de Editais e mandados de Segurança, Reajustes de contratos existentes ou extintos, Reequilíbrio econômico financeiro, Cadastramentos nos sistemas Governamentais para participação das Empresa em Pregões Eletrônicos, enfim prestamos toda a parte de assessoramento administrativo e jurídico em Licitações. Nossa meta é facilitar para o Empresário o serviço para participar de licitações e é por isso que estamos entrando nesse mercado aqui em nossa região, muitas vezes empresas de longe vem prestar o serviço que poderia ser fornecido aqui pela cidade, movimentando e crescendo o comercio local, é isso que queremos o crescimento das empresas daqui e do Município.

OAJ – Como ocorrem os processos de licitação nos órgãos públicos?

Qualquer material ou serviço utilizado no setor público passou por uma compra através de licitação, por exemplo, aquele giz que a professora utiliza na escola de seu filho, o Órgão Publico não pode ir lá comprar por conta própria, e sim abre um processo licitatório onde Empresas do ramo ofertam pelo menor valor a venda desse giz. Esse processo licitatório a empresa que prestar o serviço ou vender o produto pelo menor valor é vencedor no certame. Porém, antes disso existe a parte burocrática que é arrecadação da documentação, declarações, aptidão técnica, qualificações da empresa onde o Órgão público delimita para empresas idôneas participar e comprovar que podem ofertar tal serviço ou produto.

O edital é a norma que orienta tudo isso e o qual as empresas devem seguir, e conversando com nossos empresários locais, percebemos que muitos passaram por processos licitatórios e não tiveram sucesso e, por isso, acabaram se desiludindo com as licitações. Mas, o que acontece é que muitos deles acabam se atrapalhando na burocracia, no recolhimento de documentação, ou na Comprovação de alguma exigência, ou até por ter mais empresas participando pensam em não mais seguir nesse meio por concorrência. A parte burocrática é um fator que afasta os empresários de participar de licitações, apesar de ser um processo simples, é trabalhoso e precisa ser seguido uma séries de passos e muitos deles não tem experiência e proximidade com o processo e acabam deixando de participar dessas licitações públicas que agregariam muito valor e crescimento ao comercio local.

OAJ- Que tipos de licitações existem?

Existem Pregão Eletrônico, Concursos Públicos, Tomada de Preços, Concorrência, Pregão Presencial, Compra Eletrônica, Carta Convite, Dispensa de Licitação, Inexigibilidade, Leilão, Chamada Publica, estas que mais atuamos hoje.

OAJ – Como são divulgadas as licitações?

A partir do momento que abre uma licitação desenvolvida pelo Órgão Publico, é publicada no Diário Oficial da União que é um Veiculo de Comunicação pelo qual a Imprensa Nacional tem de tornar publico qualquer assunto acerca do Âmbito Federal, após também as Prefeituras como exemplo, publicam no portal da Transparência nos sites de municípios, jornais locais (Alto Jacuí, Jornal do Comércio, Zero Hora), assim como também a sites específicos para localizar tais licitações, tudo em prol de abranger mais cidades e empresas que tenham interesse de participar desses certames.

OAJ – Há possibilidade do fornecedor não receber o valor pelo órgão público?

Considerando que o objeto do contrato foi cumprido adequadamente e no prazo estipulado, a Administração tem o dever de pagar. A obrigação é expressa no contrato ou em um documento expedido pela autoridade competente – autorização de compra ou ordem de execução de serviço ou contrato –, o qual contém, dentre outras informações, o número do empenho correspondente. Mas pensando nas piores hipóteses, do Órgão atrasar o pagamento, nós fizemos uma Notificação Administrativa sobre a existência do debito, se ainda não resolver a possibilidade de paralisação dos serviços, ou por fim entrar com Ação de Cobrança ou execução Contra o Órgão Publico. Mas são raros os casos que acontecem isso, pois a maioria paga até antes do prazo.

Continue Lendo

Notícias Gerais

Exigência legal fez Ibirubá rever o Valor da Terra Nua para 2019

Postado

em

Os novos valores para o Valor da Terra Nua (VTN) foram debatidos e estudados em reunião extraordinária do Conselho Municipal Agropecuário, junto ao Gabinete do Prefeito Abel Grave, em 25/06. Além das presenças dos conselheiros, também participaram do encontro o prefeito Abel, o vice-prefeito Alberi Behnen e o engenheiro agrônomo Jeferson Augusto Bohrz.
O VTN serve de referência para calcular o valor a ser pago do Imposto Territorial Rural (ITR) e também como parâmetro para a avaliação de imóveis rurais nos negócios de compra e venda, gerando o ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis).
Em fevereiro passado, o Conselho Municipal de Desenvolvimento Agropecuário se reuniu para definir o Valor da Terra Nua (VTN) para o ano de 2019. Após análise, foi decidido manter o valor do ano anterior, permanecendo sem reajuste, R$ 29.192,00 por hectare. Assim, no dia 27/02, o prefeito Abel Grave promulgou o Decreto 4.343/2019, que manteve o mesmo valor para o município, sendo oficializado desde esta data.
Entretanto, uma nova exigência da Receita Federal, determina que os val
ores a terra nua, que estão em discrepância com a realidade dos municípios, sejam revistos, sob pena de o Município perder o repasse do valor do ITR, que voltará para o Estado, além de a própria Receita Federal estipular um valor padrão, conforme a realidade da região.
Para auxiliar o Conselho, o Município de Ibirubá contratou o engenheiro agrônomo Jeferson Augusto Bohrz para fazer um levantamento de valores estabelecidos na região, avaliar o mercado de imóveis rurais em Ibirubá e emitir um laudo, sugerindo os valores referenciais para VTN do município.
Conforme as informações trazidas pelo engenheiro, dados do INCRA do ano de 2017, a região entre os municípios de Passo Fundo a Ibirubá é avaliada com as terras mais caras do Rio Grande do Sul, classificando o VTN como terra boa em R$ 43.000,00, média R$ 32.000,00 e a terra com restrições no valor de R$ 25.000,00. Diante disto, o profissional sugeriu que o valor da primeira classificação ficasse em torno de R$ 40.000,00.
O prefeito Abel externou sua preocupação em perder o envio dessa verba e que, diante da exigência legal, não será viável manter o valor atual de R$ 29.192,00 para o padrão mais alto da terra. “Nenhum profissional irá atestar um valor tão baixo, que foge da realidade do valor das terras em nosso município”, alertou ele, sugerindo que todos, em conjunto, sugerissem um valor mais condizente com a realidade de Ibirubá e que fosse colocada em votação a definição dos novos valores pelos conselheiros.

Com as informações trazidas pelo engenheiro e diante da necessidade legal, o Conselho definiu os novos valores para Ibirubá do Valor para Terra Nua (VTN) nas classificações:


Lavoura Aptidão Boa R$ 39.295,00,
Lavoura Aptidão Regular R$ 31.022,00,
Lavoura Aptidão Restrita R$ 26.886,00.
Pastagem Plantada R$ 24.817,00,
Pastagem Natural ou Silvicultura R$ 20.680,00
Preservação da Fauna e Flora – R$ 5.000,00.


Desta forma, o município retificou o VTN definido em fevereiro passado, passando a validar os valores acima através do Decreto 4.372/2019, de 08 de julho de 2019.

Continue Lendo

Notícias Gerais

Era da Manufatura Avançada: a Indústria 4.0

Postado

em

Robôs na linha de produção, coleta e análise de dados para a tomada de decisões, peças feitas em impressoras 3D e conectividade entre as máquinas. Esses são apenas alguns dos cenários que começam a estar cada vez mais presentes nas fábricas de todo o mundo. A chamada Indústria 4.0, também conhecida como Manufatura Avançada, inaugura uma nova etapa no setor produtivo.
Uma pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) realizada com 2,2 mil companhias mostra que menos da metade delas utiliza alguma tecnologia digital, como automação sem sensores, utilização de serviços em nuvem ou incorporação de serviços digitais nos produtos. O custo de implantação das medidas é considerado o principal obstáculo. Outras barreiras que aparecem, segundo as companhias, são a falta de clareza sobre o retorno do investimento e a própria cultura da empresa.


O conceito 4.0 é um caminho sem volta para a indústria e influi diretamente na produtividade e na competitividade do mercado, através de sistemas cyber-físicos, aplicação da internet das coisas e processos de manufatura descentralizados.


A INDUTAR Tecno Metal encontra-se em fase de entendimento de cada etapa exigida pela Indústria 4.0. O uso de ferramentas tecnológicas já é visível em algumas atividades. A empresa começou a utilizar um sistema que consegue simular o tempo que se leva para montar um produto e até identificar eventuais falhas. Outro aspecto que chama a atenção é o uso de robôs no chão de fábrica – dobrou-se o número deles nos últimos anos, em áreas como soldagem, dobragem de peças, usinagem, corte e pintura.


Na fabricante de peças e equipamentos e produtos próprios para o segmento agrícola, a maior parte dos robôs faz solda, dividindo o espaço com mais de 330 colaboradores na INDUTAR. A crescente automação dos processos industriais acaba se refletindo no tipo de trabalho realizado nas fábricas. Existe uma mudança de perfil. A automação tira o ser humano de processos insalubres, mais repetitivos, e isso é benéfico.


O profissional vai ter que se qualificar mais. Em vez de comandar máquina, vai ter que programá-la.

Continue Lendo

Notícias Gerais

Lions de Ibirubá empossa novos sócios e dirigentes

Postado

em

Prestes a completar 60 anos em Ibirubá, o Lions Clube teve, na terça-feira 9 de julho, uma noite jubilosa: visita de representantes da Governadoria Distrital, posse de novos membros e troca de diretoria.


José Luiz Dorsdt recebeu o comando do Lions, até julho de 2020, de Ereni Mariotti. Será auxiliado pela companheira Francieli Fernandes, pelos imediatos Camilo Dillschneider (1º. Vice), José Mees (secretário), Duznelda Dillschneider (tesoureira) e demais diretores estatutários. Dorsdt anunciou doação de mais um lote de agasalhos (parte recebida da Indutar e parte de familiares de sua companheira). Também lançou a campanha Grenal Solidário (apostas sobre o resultado do Grenal no brasileirão em 20 de julho) e antecipou projetos que pretende executar em seu mandato, reforçando eventos tradicionais e criando novos. Estes visam a recursos para pagar exames de acuidade visual e fornecimentos de óculos a pessoas carentes, além de ajudar Lar do Idoso, Filhos-do-Coração, Miajuda, LFCC, Apae, escoteiros e outras entidades de ampla importância social.
O representante da governadoria do Distrito LD4, Iraci Dani, acompanhado de sua esposa Clara, veio de Santa Maria especialmente para empossar novos membros e os dirigentes atuais. Revelou-e impressionado com a eficiência da jaula ibirubense e explicou que os recursos enviados ao Lions Internacional retornam mais do que dobrados ao Brasil. Citou vários projetos de altos valores que vêm sendo patrocinados pelo Lions em prol de pessoas carentes. Ao final, sugeriu que Ereni Mariotti fosse contemplada com o famoso título leonístico Melvin Jones, adotando-se igual distinção aos próximos presidentes quando encerrarem suas gestões. A proposta foi aprovada com aplausos efusivos. Dani também lembrou que foi governador do distrito justamente quando José Luiz Dorsdt exerceu sua primeira presidência no Lions em Ibirubá (2012/2013). “Que feliz coincidência!”, disse. “Agora sentimos um novo entusiasmo e temos certeza de que fará outra gestão brilhante.”


Para reforçar o qualitativo time local chegaram Jaques Moresco e sua esposa Gabriela Giacomolli, apadrinhados por José Luiz Dorsdt e Francieli Fernandes e empossados por Iraci Dani. Ambos se revelaram emocionados por juntar-se ao maior clube-de-serviços do mundo e prometeram dar seus melhores esforços para os objetivos do Lions.

A reunião festiva, no Salão da Neli (Castanhal 606, Ibirubá), culminou com jantar e trocas de mimos.

Continue Lendo

Notícias Gerais

Ginásio é preparado para velório de Radaeli

Postado

em

Palco de grandes lances e belos gols, o Ginásio Capingui em Passo Fundo, no norte do Rio Grande do Sul, vive hoje um dos capítulos mais tristes de sua história. No centro da quadra não estará a bola pesada, mas um tapete vermelho. Sobre ele uma câmara ardente rodeada de arranjos de ornamentação e coroas de flores com faixas de homenagens. Será a última vez que o torcedor do Passo Fundo Futsal terá contato com o artilheiro do time na temporada. Radaeli jogou na noite anterior, esteve em quadra na derrota para seu ex-clube Uruguaianense. Menino prodígio, voz calma e sorriso no rosto, o ala destro planejava fazer uma partida melhor no próximo sábado, no mesmo ginásio em que hoje é velado. Segundo a empresa Angelus Oeste, contratada pela seguradora responsável para encaminhar o serviço funeral, o corpo de Radaeli deve chegar em Passo Fundo entre 22h e 23 horas da noite. Marcio Prado, responsável pela estrutura de atendimento em Passo Fundo, confirmou que a despedida deve durar em torno de 2 horas, e posteriormente o caixão será trasladado até Novo Hamburgo, cidade natal de Pablo Radaeli.

As causas da tragédia ainda serão investigadas, porém alguns colegas de profissão usaram as redes sociais para um alerta. Segundo eles é preciso mais cuidado com a parte logística dos clubes, e jogos aos sábados a noite, no período de inverno, são mais perigosos em função do deslocamento de volta para casa acontecer muito tarde, por vezes entrando na madrugada.

Postagem alerta para viagens longas durante a madrugada

No Instagram algumas homenagens de amigos próximos a Radaeli foram postadas durante o domingo:

Amigos de Radaeli fizeram homenagens

Fisioterapeuta que tratou uma lesão do atleta também lamentou a morte do atleta

A Família Radaeli informa que o velório no município de Novo Hamburgo será a partir das 7 horas da manhã na Funerária Krause, sala B.

A cerimônia de cremação acontece às 16 horas no mesmo local.

Da Redação de Jornalismo da Rádio Cidade FM/ Jornal O Alto Jacuí de Ibirubá

Continue Lendo

Notícias Gerais

Cotribá promove convenção com equipe do agro e aposta em gamificação para impactar resultados

Postado

em

A Cotribá realizou entre os dias 03 e 06 de julho, em Garibaldi, na Serra Gaúcha, uma convenção de vendas com os consultores do agro. Cerca de 70 profissionais, dentre os quais técnicos e engenheiros agrônomos, participaram da imersão, juntamente com o comitê gestor e a direção.

Na abertura, o presidente, Celso Leomar Krug, agradeceu a presença e o empenho dos funcionários em buscar conhecimento e desenvolvimento pessoal e profissional em prol do bom atendimento de associados e clientes e, consequente,ente, do crescimento da cooperativa.  Já o coordenador geral do evento, gerente Jonas Antonello, enfatizou que a convenção 2019 estava ancorada em três grandes pilares: trabalho, clientes e pessoas. Durante os três dias de trabalho, temas foram apresentados e discutidos relacionados com esses pilares. O momento foi de alinhar o planejamento estratégico com a equipe, reforçar o engajamento e dar um gás extra para iniciar o ano-safra (ciclo 20192020).

Os trabalhos começaram na quarta-feira, 03, à tarde, e foram conduzidos pela empresa parceira Syngenta, que propôs a abordagem “Experimente o futuro com a Syngenta hoje”. Na oportunidade, a Representante Técnica de Vendas (RTV), Silvana Fin, apresentou os resultados da empresa no ano passado e até maio deste ano, com dados do Brasil e da Cotribá, bem como os fatores que determinaram o cenário. As novas estratégias da empresa, soluções e oportunidades também foram explanadas pelos profissionais da empresa, como o gerente de agricultura digital do Brasil, Celso Batistella, por exemplo, que tratou das soluções digitais que a multinacional dispõe para auxiliar revendedores e, consequentemente, produtores. Uma palestra com o consultor Claudio Diogo encerrou o primeiro dia de evento. Enfático e bem humorado, ele proferiu a palestra “Reinventando a venda”.

Na quinta-feira, 04, foi a vez da empresa  parceira Bayer desenvolver as atividades com a equipe.Na oportunidade, o diretor comercial, Abdalah Novaes, apresentou a Nova Bayer e seu portfolio de soluções tecnológicas e inovadoras e destacou a aquisição da Monsanto, como marco histórico que une duas potências complementares na agricultura. Outros profissionais também estiveram presentes para atualizar o corpo técnico da cooperativa. Proteção de cultivos, eementes e biotecnologia, tecnologias digitais e serviços foram os assuntos do gerente de estratégia de distribuição do Brasil, Everson Zin, por exemplo. Plataformas e inovações digitais para o agronegócio também foram apresentadas pela empresa. Já Eduardo Flores, RTV Bayer, apresentou as campanhas comerciais e resultados do ciclo anterior.

Rumo ao Topo

A grande novidade da Convenção Cotribá foi a estratégia de gameficação para desenvolver, engajar e impactar a equipe de consultores do agro. Os trabalhos foram conduzidos pela equipe da Gestora Consultoria durante os três dias de convenção, quando os grupos foram desafiados a cumprir tarefas, superar desafios, avançar fases e solucionar impasses, como fazem todos os dias no ambiente de trabalho. Com a dinâmica, os funcionários precisaram competir e trabalhar em equipe para atingir o topo.

O objetivo principal da metodologia, cada vez mais aderida pelas empresas, é levar para o ambiente corporativo a motivação, a competitividade e a satisfação que os jogos levam para a vida das pessoas, sejam eletrônicos ou analógicos.

Os novos direcionadores estratégicos 

Durante a Convenção Cotribá 2019, o vice-presidente, Enio Cezar Moura do Nascimento, e a gerente Administrativa, Ana Marlize Schreiner, apresentaram os novos direcionadores estratégicos da cooperativa (missão, visão e valores) para o período 2019/2023. São eles que fazem a identidade da organização e constituem, portanto,  um dos passos mais importantes do processo de planejamento estratégico, pois todas as outras estratégias serão influenciadas e orientadas por estes três direcionadores.

Missão: Atuar de forma cooperativa, garantindo a rentabilidade com responsabilidade social e ambiental

Visão: Ser uma cooperativa reconhecida por sua rentabilidade

Valores: Cooperativismo; comprometimento; autogestão/gestão democrática; foco em resultados; cumprimento de leis, normas e processos; ética; inovação, responsabilidade

Cooperativismo em voga

A convite do vice-presidente, Enio Cezar Moura do Nascimento, o deputado Elton Weber, presidente da Frente Parlamentar de Apoio ao Cooperativismo do RS (Frencoop/RS), fez uma breve participação no evento, na tarde da sexta-feira, 05. Na oportunidade, falou sobre o protagonismo econômico e social do cooperativismo, destacando as ações realizadas pela Frente no sentido de apoiar e fortalecer o sistema.

Conquistas Agro

Na oportunidade, foram reconhecidos os destaques do semestre nas categorias Consultor e Líder de Unidade. As melhores performances foram premiadas com placas de homenagens e medalhas. Os primeiros colocados também receberam um prêmio surpresa. Os destaques foram:

Consultor:

1º lugar: Wilian Guareschi

2º lugar: Vagner Ramalho Junior

3º lugar: Vinicius Floss

Líder:

1º lugar: Lucas Martins

2º lugar: Milton Severo

3º lugar: Gustavo Beskow

O evento também foi repleto de sentimento e emoção com a presença dos familiares em diversos momentos da convenção. Na chegada, o grupo já havia sido surpreendido com a foto da família no crachá. E, no final, um vídeo com depoimentos aos campeões e aplausos a todos os demais pela garra e pela importância que representam em casa e na empresa mexeu profundamente com os participantes, muitos não puderam conter as lágrimas.

Essa, inclusive, foi a linha dos discursos dos diretores no encerramento do encontro. Eles transmitiram uma mensagem de otimismo, motivação e salientaram que os esforços da cooperativa são para que todos que formam a família Cotribá cheguem e mantenham-se no topo, associados, funcionários e parceiros.

*Cotribá

Continue Lendo

Notícias Gerais

Aos 22 anos morre Pablo Radaeli, ex-ASIF, em acidente com ônibus

Postado

em

Uma notícia chocou a comunidade esportiva ibirubense na madrugada de domingo, 14 de julho. Um acidente com o ônibus do Passo Fundo Futsal ceifou a vida de um jovem promissor das quadras. Pablo Yago Radaeli, 22 anos, morreu após o coletivo que trazia a equipe passofundense de volta para casa saiu da pista e capotou, no KM 430 da BR-472 em Itaqui. A delegação retornava da partida diante do Uruguaianense, onde acabou sofrendo a primeira derrota na competição pelo placar e 4 a 0. Segundo a Policia Rodoviária Federal, não havia outro veículo envolvido no acidente.

Acompanhe o realese:

PRF atende acidente envolvendo um ônibus na BR 472 em Itaqui/RS

O acidente provocou a morte de um atleta de 22 anos

A PRF atendeu um acidente envolvendo um ônibus às 2h deste domingo, 14, onde o coletivo fretado por uma equipe de futsal saiu da pista no km 430 da BR 472, em Itaqui/RS, tombando à esquerda da pista – o veículo transportava a equipe de futsal que havia jogado na cidade de Uruguaiana/RS e retornava para Passo Fundo/RS.

Quando a PRF chegou no local, juntamente com equipes do SAMU e Corpo de Bombeiros, verificou que um dos passageiros, de 22 anos, atleta da equipe, estava preso nas ferragens e havia entrado em óbito. Outra pessoa de 34 anos ficou em estado grave, e outros 13 ficaram com lesões leves – todos foram socorridos e encaminhados ao Hospital.

Ao total havia 21 passageiros no veículo, além do condutor, que foi um dos lesionados leves.

O corpo da vítima foi removido pela funerária e encaminhado ao DML em São Borja/RS. O veículo permanece no local e será removido durante o dia. A empresa proprietária do ônibus ficou responsável pelo transporte dos envolvidos.

Coletivo saiu da pista por motivos desconhecidos
Km 430 da BR-472 entre Itaqui e São Borja

Pablo Radaeli jogava sua primeira temporada no Passo Fundo Futsal, que é líder da Liga Gaúcha 1, primeira divisão do estado.

Atletas que estavam no ônibus que viajou até Uruguaiana

Em 2017, o jovem atuou uma temporada na ASIF em Ibirubá. Muito educado e de ótimo relacionamento Radaeli foi logo conquistando a comunidade com seu jeito simples de ser. O torcedor enxergava nele um grande potencial com sua habilidosa perna direita. Marcou sete gols, alguns deles registrados em vídeo:

Natural de Novo Hamburgo, Pablo Radaeli estava namorando a ibirubense Luciana Schafer. No Instagram ele fez uma postagem dia 12 de junho para a namorada:

“Hoje eu pensei na gente o dia inteiro
E até chorei lembrando no chuveiro
De quando beijei você pela primeira vez
Eu estou ligado em modo avião
Porque mais ninguém tocou meu coração” somente agradecer, obrigado meu amor ♥️🍀🌹💞 #9D #noixmeteolokomesmo #gratidao #mygirl

Formado nas categorias de base da UJR, Radaeli começou a sua trajetória no tricolor hamburguense aos 5 anos, saindo aos 17 para jogar no Minas Tênis Clube. Ainda jogou pela ASIF, Uruguaianense e Dracena. Em 2019 Radaeli foi convocado para a Seleção Brasileira de Futsal, onde conquistou o vice campeonato de Ligas disputado em Seara, Santa Catarina.

Continue Lendo

Veja Isso