Conecte-se Conosco
some text

Notícias Gerais

Direto da Itália e de Pequim: Alemão Glaeser e Pablo Hilger, contam como está a situação do coronavírus pelo mundo

Postado

em

Um dos países mais afetados pelo Coronavírus, a Itália, se encontra hoje em um isolamento total e obrigatório. Fronteiras fechadas, voos cancelados, escolas sem aula, campeonatos esportivos cancelados. Quem olha o país de fora, pensa que é uma cena de filme. E quem está lá também, nunca imaginou que se chegaria a esse cenário. Já a China, primeiro país onde a doença se disseminou, e que teve a cidade Wuhan, como epicentro da pandemia, está se recuperando do caos.  

Nesta semana, a Rádio Ibirubá e o Jornal O Alto Jacuí, realizaram um contato exclusivo com o ex-jogador da Asif, Alemão Glaeser, que está vivendo na pele toda a pandemia, e com o ibirubense Pablo Hilger, que a pouco esteve visitando o município, e que vive restrições por conta do vírus em Pequim. Nem Alemão nem Pablo estão infectados com o vírus, ambos estão bem de saúde. Alemão é jogador profissional em um time italiano e reside em uma cidade chamada Cassano Delle Murge, com 15 mil habitantes. Segundo ele, o vírus demorou para chegar nessa região onde reside, mas quando chegou, se alastrou de forma rápida. Já Pablo, é professor de inglês e voltou a Pequim no último dia 2 de março.  

Na cidade de Bergamo, com mais de 122 mil habitantes, no norte da Itália, há em média 3,4 mil infectados. No restante da região da Lombardia, são mais de 13 mil casos registrados e 1,2 mil mortes. Segundo Alemão, o principal motivo do país chegar nesse patamar de pico de contaminação é porque as pessoas não levaram a sério o problema, não tomaram medidas preventivas – A Itália é muito pequena em relação ao Brasil, quando os casos apareceram no norte, já iniciou um preocupação de como a população iria agir. Fomos treinar em um dia, e no outro dia os casos começaram baixar para o centro, para o sul da Itália. O meu time decidiu cancelar os treinos, e logo começou ser tudo parado, escolas, universidades. Faz uma semana que esse decreto total foi tomada, houve uma demora, não houve controle, por isso o pânico se alastrou, os jovens que estavam no norte vieram para o centro, foi quando tudo se espalhou. contou Alemão. 

Já Pablo, chegou ao país depois que a pandemia acalmou, a China registrou 81.000 milhões de contaminações e mais de 3.200 mortos, sendo o lugar mais afetado até agora, – Cheguei no dia 2 de março, e não consegui entrar no edifício onde moro com a minha namorada. Perguntaram de onde eu estava vindo, depois de conversar e explicar, consegui entrar, mas recebi um aviso que deveria ficar 14 dias isolado, em quarentena. Só depois de contatar as autoridades, e registrar que não estava infectado que Pablo não precisou ficar em isolamento. Segundo ele, hoje as pessoas transitam tanto em Pequim como em outros lugares, com máscaras e portam uma carteira que oficializam que eles não estão infectados. 

A demora para tomar medidas de prevenção e decretos oficiais disseminou a contaminação em todas as partes do país. Por isso, hoje no Brasil, todas as medidas de prevenção que vêm sendo tomadas e decretadas devem ser seguidas. Aqui ainda não há um reclusão obrigatória, como na Itália, segundo Alemão, as pessoas só devem sair de casa com autorização, e são multadas ou apreendidas se caso descomprirem regras de prevenção, – Não estou contaminado, estou bem de saúde, estou trancado dentro de casa, faz uns cinco seis dias que não vejo ninguém, não é que cria um pânico geral, mas uma aflição, não sabemos o que vai acontecer, destacou o atleta que fez história na Asif e ganhou o carinho dos ibirubenses. Ao contrário da Itália, que vive esse cenário de isolamento obrigatório, atualmente na China, a vida está voltando ao normal. Conforme relatou Pablo, as escolas ainda estão sem aula, e o fluxo em estradas, locais públicos, aeroportos, ainda está menor que o habitual – O ponto positivo é que até o ar está mais limpo, as pessoas estão mais calma, desaceleraram. É o que devemos fazer, não entrar em pânico, mas buscar fazer coisas que não conseguimos fazer normalmente, principalmente para quem precisar ficar em casa, contou o professor de Inglês. 

O número de mortes na Itália são altos, e a previsão é que o pico de contaminação acontece ainda nos próximos dias. Os supermercados, farmácias e hospitais, são os únicos lugares que funcionam, e com restrições e distanciamentos. A crise econômica no país é uma das maiores, jamais vistas em outros momentos. Para Alemão, a principal preocupação é com quem está aqui no Brasil, e o rumo que a pandemia vem tomando, – Me preocupo com a minha família, com meus amigos e com a população brasileira em geral. O Brasil não tem estrutura hospital para receber tantos casos.

O hospital que foi construído em uma semana, para atender os chineses infectados, já foi desmontado, as medidas de prevenção ainda continuam, como a tomada de temperado em lugares públicos, para verificar se as pessoas estão com algum sintoma. Para Pablo, por íncrivel que pareça, hoje todos estão vivendo por um mesmo objetivo – Hoje estão todos com um objetivo em comum, acabar com essa pandemia, as vezes precisamos ver que um tempo sem sair, comprar, não vai prejudicar ninguém, acredito que daqui alguns meses estará tudo solucionado, relatou o ibirubense. 


Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Gerais

Engenheiro Físico produz respirador e doa a hospital

Postado

em

Jovem que mora em Fortaleza dos Valos construiu equipamento para o Hospital Bom Pastor

Já pensou em construir o seu próprio Ventilador Mecânico Pulmonar? Um equipamento essencial para unidades de saúde, e que salva vidas, ganhou os holofotes devido a Pandemia do Coronavírus. A situação mostrou que em muitos hospitais os ventiladores mecânicos e respiradores estão em falta, e são esses itens que ajudam no tratamento da Covid-19.
Em Fortaleza dos Valos um empreendedor e Engenheiro Físico encontrou nas dificuldades causadas pela pandemia uma oportunidade de ajudar o município. Lucas Tarasconi, de 27 anos, levou apenas 60 dias para construir um ventilador mecânico, que foi destinado para o Hospital Bom Pastor. Em entrevista a Rádio Cidade e ao Jornal O Alto Jacuí, Lucas, que se formou na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) contou como surgiu a iniciativa “Ficamos sabendo que o nosso hospital não tinha nenhum respirador pulmonar, entramos em contato com a direção para saber como poderíamos ajudar. Sugerimos que poderíamos construir um ventilador mecânico. Realizamos uma reunião e constatamos que, por mais que o hospital tivesse uma boa estrutura, não estava preparado para um surto de covid-19. Estudamos artigos relacionados a ciência por trás de um ventilador, entendemos que era possível construir algo seguro em tempo hábil”, explicou.

Custo baixo e fácil operação

Desde a reunião até a elaboração final, Lucas e mais 11 colaboradores trabalharam incansávelmente no projeto. Segundo o engenheiro, um dos principais diferenciais é que a maioria das peças e equipamentos que precisaram ser utilizados foram construídos por eles. Isso porque, o comércio estava fechado para aquisição e o custo sairia mais em conta “As peças foram difíceis de serem adquiridas, precisamos comprar maquinário para fazer as peças em polímero para agilizar o desenvolvimento, foram alternativas que encontramos para não parar, desenvolvemos sensores, oxímetros, servo motor, foi uma alternativa com um bom custo benefício e confiança”, explicou Lucas.
Mesmo custando mais barato que os ventiladores certificados, o equipamento não é de menos qualidade ou confiança. Conforme Lucas destaca, tudo foi medido e estudado de uma forma minuciosa, e o equipamento só é testado na prática com pacientes após aprovação de uma equipe médica. “Seguimos parâmetros básicos, como controle de pressão, volume e outros parâmetros temporais. Acabamos fazendo outras integrações para deixar o sistema mais fácil de operar, com mais confiança, como a correção por leitura da saturação de oxiemoglobina, que o sistema corrige automaticamente”, destacou.

Vídeo no YouTube explica o passo a passo da construção do ventilador pulmonar

Certificação atrasa chegada ao mercado


Outra situação encontrada por Lucas e os colaboradores é a certificação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa. A ideia de produzir os próprios respiradores, para uso próprio, é justamente devido a comercialização destes que exige uma certificação da Anvisa. O que, segundo Lucas, é um processo demorado e burocrático, tempo que as unidades hospitalares não estão tendo, devido a rapidez no número de casos de Coronavírus. “Acreditamos que um conjunto de avais de médicos e engenheiros seja mais rápido que a Anvisa. Essa solução foi uma virada no jogo, a ideia veio liquidar diversos problemas e gerar muitos benefícios. Essa iniciativa pode atingir o Brasil e o mundo, pois existe a possibilidade de utilizar mão de obra de várias pessoas que estão paradas”, acrescentou.

Custo baixo com confiança e procedência garantidas

O valor total de investimento no primeiro respirador chega a dois mil reais, sendo a peça mais cara no valor de 80 reais. No entanto, mesmo com os valores baixos o equipamento possui confiança e procedência, finaliza Lucas.

Redação integrada Rádio Cidade FM e Jornal O Alto Jacuí de Ibirubá

Fotos: Reprodução

Continue Lendo

Notícias Gerais

Ocorrências policiais em Ibirubá e região

Postado

em

Propriedade rural é alvo de furtos em Boa Vista do Incra

Na noite de quarta-feira (4), a Brigada Militar de Boa Vista do Incra, atendeu uma ocorrência de furto qualificado em uma propriedade rural. A cerca e o galpão foram arrombados e furtado um GPS agrícola, instalado em um trator.

Ibirubense é alvo de estelionato

Uma ibirubense que foi até uma agência bancária de Ibirubá, na quarta-feira (4), sacar o Auxílio Emergencial, disponibilizado pelo governo, constatou que o dinheiro já havia sido retirado. Um funcionário da agência bancaria, informou que o saque havia sido feito em São Paulo, no entanto, a comunicante não possui nenhum contato com alguém do estado. A ocorrência foi registrado como estelionato.

Indivíduo descumpre prisão domiciliar

Na noite de quinta-feira (4), um indivíduo que estava em prisão domiciliar, descumpriu a medida protetiva que estava imposta. O caso foi registrado no Bairro Floresta, a mãe e a irmã de S.A, solicitaram a guarnição que fosse ao local, pois ele estava forçando a entrada na residência da família, perturbando-as e ameaçando-as. A guarnição deu voz de prisão e encaminhou o indivíduo a Delegacia de Polícia.

Continue Lendo

Notícias Gerais

“Ficamos sempre bem, não sentimos nada.”, relato do ibirubense infectado pela Covid-19 alerta casos assintomáticos

Postado

em

Ibirubá já registra 12 casos positivos de coronavírus, três casos foram de pessoas de uma mesma família, o pai a mãe e filho. No final do mês de abril, eles viajaram a Saldanha Marinho, para comemorar o aniversário do filho, o município que já soma 31 casos da doença. Três dias depois eles souberam que umas das pessoas que tiveram contato, havia testado positivo. Após isso, a família foi ao posto de saúde e realizou os exames, a coleta foi encaminhada ao Lacen e no domingo os casos foram notificados. 

O caso da família chama atenção, pois eles fazem parte do grupo dos chamados ‘Assintomáticos’, aqueles indivíduos que são infectados pelo vírus, mas que não apresentam nenhum tipo de sintoma. Segundo o Márcio Leite, foi difícil assimilar o que estava acontecendo, justamente pelo fato de não haver sintomas fortes “Fomos infectados por esse vírus, não procuramos ele, é algo que nos infectamos mas não fomos nós que procuramos. Apesar de não ter sintomas passamos por dias difíceis”, falou Márcio. A família não apresentou febre, não precisou tomar remédios e nem ser hospitalizados. No entanto, o principal problema dos assintomáticos, é o risco de transmissão. Conforme evidenciou Marcio, a família ficou em isolamento domiciliar e já são considerados curados. 

Continue Lendo

Notícias Gerais

A hidroponia como forma de empreender

Postado

em

Ibirubense encontrou nas verduras uma fonte de renda 

Verdinhas, uniformes e suculentas, as verduras hidropônicas estão na mesa dos brasileiros, um empreendimento importante que movimenta economias locais e a produção agrícola familiar. Ibirubá conta com a SG Verduras Hidropônicas, que vem proporcionando uma facilidade a população. A paixão pelo empreendimento e uma pitada de tecnologia vem sendo o diferencial do negócio, o proprietário Eduardo Graminho, conta que a SG surgiu através de uma ideia de levar a horta para mais pessoas, não só para o consumo próprio. Com o auxílio de profissionais de engenharia, Eduardo conseguiu tirar do papel, e hoje possui um espaço de 24×7 “Minha irmã sempre comentava, de montar uma horta, não só para o consumo próprio, mas para o comércio também. Com o pensamento um pouco mais avançado, pensamos em um meio sustentável para esse fim. O projeto montado pela engenharia responsável me motivou bastante para tirar do papel, pela oportunidade de ter o próprio negócio, além de ser um estímulo era um desafio”, contou Eduardo a redação do Jornal O Alto Jacuí. 

Há pouco mais de um ano de funcionamento, os produtos da SG vem chegando aos ibirubenses de uma forma prática e com qualidade. A entrega é realizado a domicílio aos clientes e Eduardo destaca que é um dos diferenciais do negócio. O sistema hidropônico trabalha com a constante adubação das raízes, como explica o empreendedor, essa adubação fornece nutrientes necessários para a qualidade do produto. Com um sistema ergonomicamente montado, a hidroponia é uma forma compensada de trabalhar, pois o produtor consegue realizar a colheita e adubação em uma postura reta, sem precisar se abaixar como em uma horta convencional, “Além do plantio, e colheita, existe o processo entre esses dois, que é a limpeza das canaletas onde é alojado as verduras, e em certos períodos o reservatório de adubo, para prevenir qualquer patógeno que possa entrar no sistema”, explica Eduardo, que também conta com o sistema de proteção de tela, que impede a entrada de insetos e minimiza os efeitos de chuvas o sol forte. 

Atualmente apenas Eduardo é o responsável pelos processos da SG, no entanto, o empreendimento caminha para o rumo de ampliações e novas ideias, como a produção de morangos. O cultivo de uma variedade grande de alface, o agrião da água vem abrindo as portas para o cultivo de salsa, cebolinha e rúcula. Nem a Pandemia causada pelo Coronavírus foi motivo de desanimar os negócios, conforme explicou o proprietário, a procura aumentou mais, devido a entrega a domicílio gratuita “A entrega a domicílio aumentou muito, por questão de a população manter se em casa nessa situação. O uso de máscara e álcool gel é constante, para que não corra nenhum risco de contaminação”, destacou. 

O avanço da tecnologia e a adequação das pessoas em uma alimentação mais saudável é uma das prospecções para o futuro, para Eduardo cada vez mais as pessoas estão se alertando sobre a importância de uma alimentação saudável, que inclui as verduras. Uma das bases da hidroponia é a inovação, por isso a evolução em quesito tecnologia de cultivo deve ser sempre levado em conta “O sistema hidropônico já tem vários métodos mais avançados, então para produzir um produto com maior qualidade manter se atualizado, será cada vez mais essencial”, ressaltou. A SG Verduras Hidropônicas está localizada na Várzea, em Ibirubá. 


Continue Lendo

Notícias Gerais

Armazém Tio Ninin é alvo de furto

Postado

em

A loja de artigos gaúchos Tio Ninin, na Rua do Comércio, centro de Ibirubá, foi alvo de furto na madrugada de sábado (23). Após quebrar o vidro com uma pedra, o local foi acessado. O sistema de monitoramento acusou a invasão, evitando um prejuízo ainda maior. Mesmo assim a gerente deu falta de bombachas, alpargatas, blusas, botas e outros artigos menores. Na manhã de segunda-feira (25), agentes da Delegacia de Polícia de Ibirubá, prenderam em flagrante um homem de 38 anos, suspeito de realizar o assalto, ele também é suspeito de cometer outros furtos nos últimos dias em Ibirubá, foi preso em flagrante e conduzido ao Presídio Estadual de Espumoso.

Continue Lendo

Notícias Gerais

Aulas presenciais estão previstas para retornar em julho

Postado

em

Governo gaúcho apresentou novo calendário escolar 

Depois de quase três meses de incertezas, o governo do estado tomou novas posições quanto a retoma da educação escolar, que precisaram ser suspensas devido a Pandemia do Coronavírus. Nesta quarta-feira (27), um novo calendário letivo foi apresentado, a previsão é que as aulas das redes pública e privada devem reiniciar a partir do dia 1º de junho, o modelo de Ensino a Distância. Já o retorno presencial, só estava previsto para julho. 

Foram apresentadas cinco etapas de retorno, a primeiro com o ensino remoto, que será feita a partir da plataforma Google Classroom, a ideia é que a ‘escola adigital’, chegue a 37 mil turmas virtuais. Conforme destacou o governador Eduardo Leite, para que essa etapa ocorre com eficácia, foi feito um investimento na qualificação do sinal de internet e equipamento tecnológicos, para atender cerca de 2,75 milhões de estudantes em todo o estado “Existem realidade diversas e não podemos deixar ninguém para trás. A ferramenta é um modelo híbrido. Vamos ter que identificar caso a casos para garantir que cheguem a esses conteúdos”, explicou o governador ao falar de um dos principais problemas enfrentados pelos alunos, a desigualdade com o acesso a internet e equipamentos. 

A segunda etapa do retorno as aulas devem iniciar no dia 15 de junho, onde será permitido a volta do ensino superior, pós-graduação, ensino técnico e cursos livres. No entanto, a volta presencial só será permitido para aqueles que necessitam de atividades essenciais. As duas primeiras etapas do retorno são as mais concretas, conforme explicou Eduardo Leite, as três próximas que estão por vir, dependem da análise da propagação do coronavírus pelo estado. A prioridade do retorno presencial será na Educação Infantil, que prevê o retorno de 458 mil crianças as escolas. O estado já soma mais de 70 dias sem aulas presenciais, desde que foram suspensas, no dia 19 de março.

Continue Lendo

Notícias Gerais

Bingo online é aderido durante o Distanciamento Social em Santa Bárbara do Sul

Postado

em

Diante do atual momento de enfrentamento ao Coronavírus, com pessoas vivendo em distanciamento social e cuidados importantes durante a Pandemia, um grupo optou por converter o lazer do bingo presencial ao formato on-line. A idealizadora do Bingo On-line em Santa Bárbara do Sul, Sandra Fuchina, destacou que a ideia surgiu no município de Colorado, o convite chegou até algumas mulheres que participaram e aprovaram a iniciativa. A partir disso, Sandra organizou um bingo através de um grupo no whatsapp, contando com a participação de cerca de 45 pessoas, as cartelas são distribuídas as interessadas, já as orientações e realização do bingo são totalmente on-line. “O principal objetivo é o lazer, diversão e descontração já que era o que costumávamos fazer nos sábados à tarde.” – Destacou Sandra. Após a primeira partida ser realizada no dia 16 de maio, às  participantes viram que não era difícil e optaram por continuar realizando os bingos online nos sábados à tarde. “Estamos felizes por poder continuar nosso lazer sem sair de casa e no conforto de nosso sofá!”, disse a idealizadora;

Continue Lendo

Notícias Gerais

Casos de abigeato são registrados em Fortaleza dos Valos e Ibirubá

Postado

em

Os últimos dias foram de preocupação e alerta aos produtores rurais. Em apenas um final de semana, dois casos de abigeato foram registrados, um em Fortaleza dos Valos e outro em Ibirubá. No sábado (24), na comunidade de Rincão dos Valos, no interior de Fortaleza dos Valos, uma vaca pertencente a família Batu, foi morta, possivelmente para o roube de carne. O animal foi abandonado pelos invasores no meio da lavoura, a Polícia Civil, através da Delegacia de Polícia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato, estão investigando o caso. 

O segundo registro foi em Ibirubá, na chácara da Linha Pulador Sul, entre o antigo lixão e o Rio Pulador. No domingo (24), restos de um novilho de aproximadamente 100kg, foi encontrado pendurado em um cabo de luz, onde teria sido carneado. Conforme relato do proprietário, havia cerca de 15 animais em um potreiro, e que a ação foi rápida, pois o couro do animal não havia sido retirado. Para o proprietário não há possibilidade do caso ser relacionado com o aso em Fortaleza dos Valos. “Provavelmente que roubou veio para pegar os animais maiores, mas como eles não estavam no local, pegaram os pequenos. Esses pequenos são vacinados, não deve ser consumido por humanos”, falou em entrevista a Rádio Cidade o proprietário Alberi. 

Continue Lendo

Notícias Gerais

Ciclovia prestes a ser concluída

Postado

em

Bicicleteiros terão um novo espaço para transitar em Fortaleza dos Valos 

A nova ciclovia de Fortaleza dos Valos está prestes a ser concluída, a pista com tachões e com a pintura do asfalto já pode ser vista pelos moradores, que terão um novo espaço para passear de bicicleta. Nesta semana a Prefeita Marcia Rossatto visitou as obras.

Continue Lendo

Notícias Gerais

Colisão com capotamento na ERS-223

Postado

em

No início da noite de terça-feira (26), um acidente tipo colisão transversal foi registrado na rodovia entre Ibirubá e Cruz Alta, em frente ao Posto Santa Lucia. Um Fiat Uno oriundo de Novo Hamburgo/RS acessou a ERS-223 e foi atingido na lateral direita por um Chevrolet Spin, da Secretaria de Saúde do município de Teutônia/RS, que trafegava sentido Ibirubá – Cruz Alta. Com o impacto o veículo Spin capotou. Apesar da violência do acidente não houve feridos graves.

Continue Lendo

Veja Isso